menu
Topo

Diversidade


Produção de "Uma Família da Pesada" promete vetar piadas com pessoas LGBT

Divulgação/Fox
Cena de "Uma Família da Pesada" Imagem: Divulgação/Fox

Da Universa

15/01/2019 16h33

O mundo dos desenhos animados está mudando. 

Depois que "Steven Universe" exibiu o primeiro casamento homoafetivo em programas infantis e Maurício de Souza apresentou a primeira família negra da Turma da Mônica, chegou a vez de "Uma Família da Pesada", da Fox, repensar o roteiro em prol da diversidade. 

Nesta terça-feira (15), os produtores Rich Appel Alec Sulkin disseram ao "TVLine" que não vão mais fazer piadas homofóbicas ou se referir ao público LGBT de forma desrespeitosa. 

A decisão foi anunciada dentro do episódio que foi ao ar no último domingo (13), quando o protagonista Peter Griffin comentou com outros personagens que "tentaria pegar mais leve nas piadas sobre gays".

"Se você pegar uma série de comédia de 2005 e colocá-la lado a lado com uma série de 2018, vai notar diferenças. Nos sentíamos confortáveis dizendo algumas coisas naquela época, mas hoje entendemos que não elas não são aceitáveis", reconheceu Sulkin.

Appel garante que a decisão não foi tomada com medo das críticas, mas para acompanhar de fato "as diferentes visões de mundo". 

A cultura muda. Nós mudamos também e as nossas visões, agora, são diferentes. Nossas visões foram moldadas pela realidade a nossa volta, que hoje é mais diversa", explicou.

"Uma Família da Pesada" foi criado por Seth MacFarlane em 1999 e, desde então, já exibiu 17 temporadas.