menu
Topo

Mães e filhos


Mães e filhos

"Cada chute me motivava", diz jovem que engravidou lutando contra anorexia

Reprodução
Imagem: Reprodução

Da Universa

2019-01-09T16:00:59

09/01/2019 16h00

Jade Kyle estava pesando cerca de 30 quilos quando descobriu estar grávida de sua primeira filha, o que a motivou a vencer a batalha contra a anorexia e retomar um rumo saudável para a sua vida.

Em entrevista ao "Daily Mail", a jovem, atualmente com 26 anos, revelou ter descoberto estar lidando com o distúrbio alimentar quando tinha 14 anos, época em que comia apenas uma maça ou duas latas de refrigerante por dia.

"Eu estava obcecada com comida, até mesmo com água e sopa. Para evitar comer, jogava a comida em minha mochila e a escondia em meu quarto", disse ela, que evitava até mesmo escovar os dentes devido às calorias da pasta dental.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Depois que a mãe de Jade descobriu sobre a doença, em 2009, ao encontrar diversas moscas no quarto onde ela escondia a comida, ela a levou até um médico, que a diagnosticou com anorexia nervosa.

"Minha menstruação parou e eu estava fadigada constantemente. Não tinha músculos e andava com cadeira de rodas ou com a ajuda da minha mãe, pois estava muito fraca. Os médicos me diziam que eu não poderia engravidar, pois colocaria meu corpo em estado de risco, mas eu nunca me importei com isso", relembra.

Em 2010, a jovem deu entrada no hospital após sofrer um infarto, consequência do distúrbio alimentar, e recebeu dos médicos a notícia de que não sobreviveria por mais de uma semana.

"Minha mãe ficou perturbada. Então, na semana seguinte, comecei a convencer a todos que estava comendo, mas um dia acabei deixando cair um dos sachês de açúcar que carregava na bolsa para emergência", disse ela, que foi internada posteriormente para tratar da doença e ganhar o peso necessário.

Reprodução
Jade e Callum Imagem: Reprodução

Em meio ao tratamento, embora ainda lutasse contra a doença, Jada conheceu Callum Scott, seu atual noivo, em 2012, com quem começou a planejar ter filhos, embora a infertilidade fosse frequentemente citada por seus médicos.

"Era como se minha anorexia ainda me controlasse", disse ela, que acabou tendo uma recaída nos quatro anos seguintes.

Em 2016, aconteceu a surpresa: Jada descobriu estar grávida, notícia que trouxe alegria e preocupação ao mesmo tempo.

"Por estar muito magra, fiz exames durante toda a gravidez para garantir que meu bebê crescesse de forma adequada. Ter outra vida na minha barriga me estimulou a correr corretamente, eu sabia que tinha que melhorar", afirmou.

Reprodução
Jade e Isabella Imagem: Reprodução

O "milagre", como ela mesma nomeia o nascimento de Isabella, aconteceu em 2017.

"Minha bebê me salvou. Já foi um milagre eu ter conseguido engravidar e, toda vez que ela chutava minha barriga, era uma motivação. Eu precisava me manter saudável. Agora quero ensiná-la a amar o próprio corpo", concluiu.