menu
Topo

Sexo


Estudo afirma que pessoas atraentes são mais abertas a praticarem sexo gay

Getty Images/iStockphoto
Sexo gay Imagem: Getty Images/iStockphoto

Da Universa

07/01/2019 17h47

Um estudo publicado na revista "Social Science Quarterly" afirma: pessoas atraentes estão mais propensas a praticarem sexo gay do que as outras.

A análise foi liderada por Robert Urbatsch, pesquisador da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, que usou respostas de estudos anteriores, um deles feito em 1972 e o outro em 2016, para comparar as opiniões dos entrevistados sobre questões "morais", como o aborto, sexo gay e igualdade no casamento.

No entanto, um detalhe em meio a toda essa pesquisa chamou a atenção dos responsáveis. Os entrevistados que eram considerados "atraentes" tinham respostas mais permissivas quando questionados sobre intimidade sua intimidade sexual, incluindo a diversidade dela.

Robert acredita que o motivo para que isso aconteça pode ser explicado pelo fato de que as pessoas consideradas mais atraentes provavelmente têm uma maior oportunidade de transar, o que faz com o que o tabu sobre essa atividade seja menor entre eles.

"Os resultados se apoiam na hipótese de que quanto maior for a oportunidade da prática sexual, partindo do pressuposto que pessoas atraentes transam mais, o tabu é menor e o assunto é discutido e aceito de forma mais ampla, incluindo sexo gay", afirma Robert.