menu
Topo

Transforma

Mulheres protagonizam um mundo em evolução


Ludmilla fala sobre exposição da vida pessoal: "Podia entrar em depressão"

Reprodução/TV Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo

Da Universa

26/12/2018 13h45

Durante sua aparição no programa "Encontro", Ludmilla relembrou o início da carreira e os preconceitos que a acompanharam até solidificar sua carreira.

No bate-papo com Fátima Bernardes, a cantora, de 23 anos, desabafou sobre ter sido desencorajada quando a atacavam, chamando-a de "feia" e "horrível".

"Comecei a sofrer depois que eu virei cantora. Me apelidaram de MC Beyoncé, porque eu gostava muito da Beyoncé, falavam: 'meu Deus, que menina feia, você é horrível, você não vai conseguir, você canta muito mal'", relembrou.

Ludmilla comentou ainda ter desativado suas redes sociais e se poupado da exposição após ser alertada pela sua mãe sobre sua saúde mental.

"Era muita rajada de coisas, teve uma vez que eu até desativei o Facebook. Minha mãe sempre me dizia pra sair do Facebook, porque eu podia entrar em depressão", disse ela, citando o apoio de um produtor musical. "Se eu ficasse olhando aquilo, eu jamais estaria aqui. Depois disso, veio um anjo da quarta que realmente entendia do assunto e falou: 'quem disse que você não canta? Você canta demais, seu gogó é abençoado'. Então minha mãe disse para acreditar nele, que era um produtor musical, e não em um monte de gente que nunca me viu. "

Mais Transforma