menu
Topo

Pausa

Pare, respire e olhe o mundo ao redor


Americana gasta R$ 173 mil por ano em decorações de Natal; veja fotos

Reprodução/Facebook
Michelle Sowell gasta cerca de R$ 173 mil por ano em sua decoração de Natal Imagem: Reprodução/Facebook

da Universa, em São Paulo

20/12/2018 12h14

Há pessoas que amam o Natal. E há Michelle Sowell, a americana de 54 anos que constrói um Polo Norte em sua casa, em Milton, no estado da Flórida, todos os anos para celebrar o período das festas com quem visita a propriedade da família.

Os 60.702 m² da fazenda são decorados por ela, seu marido, Terry Sowell, suas filhas Ashlie Abbott, de 33 anos, e Tiffany Bonner, de 31, e os maridos delas e abertos para visitação durante um mês.

A decoração inclui um trenzinho, brinquedos como uma roda gigante, uma área religiosa com direito a presépio e outra com o tema 'neve'.

"As pessoas me chamam de mulher louca do Natal. Mas me faz sentir bem, porque é como se todo o trabalho que realizo por meses valesse a pena. Ver crianças embarcar nos trens, gritando animados, é o que faz valer a pena. É por isso que faço [a decoração]", explicou Michelle à "People".

Os visitantes encontram uma placa luminosa que aponta para o Polo Norte já na entrada da fazenda. Lá, eles podem conhecer o Papai Noel, além de brincar com zebras, cavalos, um camelo e até um canguru.

Michelle estima ter gastado este ano cerca de R$ 173 mil na decoração que incluiu milhares de luzes e 5,63 km de extensões. E, apesar de se manter positiva em relação aos custos da energia elétrica em 2018, ela revelou que chegou a pagar quase R$ 13.500 na conta de luz de dezembro de 2017.

A inspiração de Michelle veio do amor de seus próprios pais pelo Natal: ela se lembra de vê-los colocar enfeites pela fazenda quando ainda era criança. Em 2003, no entanto, eles decidiram levar a decoração a outro nível e abri-la ao público.

"Eu decorava muito quando era criança com os meus pais e a minha irmã e, conforme fui crescendo, continuei. Foi ficando cada vez maior a cada ano até que saiu de controle. É realmente muito grande hoje", disse à publicação.

Desde então, o lar da família se tornou uma atração na cidade -- tanto que ela estima que cerca de 50 mil pessoas passam por lá durante o mês. 

Mais Pausa