menu
Topo

Diversidade


Fast-fashion é acusada de racismo ao promover coleção do "Pantera Negra"

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

Da Universa

19/12/2018 14h36

A marca de roupas Forever 21 está encarando acusações de racismo após usar um modelo branco, loiro e de olho azul para promover uma das peças que compõem a coleção inspirada no filme "Pantera Negra".

As críticas se devem ao fato de que o longa-metragem ser um marco para o fim da discriminação na indústria cinematográfica de Hollywood. Isso porque o elenco principal é composto apenas por atores negros e a direção é de Ryan Coogler, diretor e roteirista afro-americano.

A peça em questão, que gerou a polêmica, é um suéter estampado com a frase "Wakanda Forever", popularizada pelo filme da Marvel e que tem como intuito ser uma saudação para os residentes do país africano fictício que é usado como cenário para a trama.

via GIPHY

E o Twitter -- e não só ele -- reagiu da seguinte forma:

Após a polêmica e controvérsias, a Forever 21 emitiu um comunicado se desculpando pela ação e afirmou não ter a intenção de ofender ninguém, deletando a postagem original do seu perfil oficial no Twitter.

"A Forever 21 recebe as críticas dos seus produtos e marketing extremamente a sério. Nós celebramos todos os super-heróis com diversos modelos de diferentes etnias e nos desculpamos se a foto em questão foi ofensiva de qualquer forma".

via GIPHY