menu
Topo

Mães e filhos


Mães e filhos

Mãe emociona após médico dizer "sinto muito" ao diagnosticar filha com Down

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Da Universa

10/12/2018 14h56

Depois que sua filha foi diagnosticada com Síndrome de Down, Amber Rojas resolveu usar o Instagram para escrever uma carta aberta -- e emocionante -- para o médico responsável pelos cuidados da pequena.

Na publicação, a norte-americana diz que o profissional, assim que deu a notícia de que a garotinha, Amadeus, tinha a síndrome, a desestimulou como mãe com diversos comentários sobre as limitações que apareceriam no caminho; como a amamentação.

"Doutor, você pode não se lembrar de mim ou da minha filha, mas eu nunca vou esquecer de você. Mesmo assim, te perdoo. Foi você quem me contou todas as coisas que ela não faria; mas você nunca me contou as coisas que ela podia fazer. Você foi o único que me disse que minha filha não poderia mamar por causa da língua e do defeito cardíaco dela, mas o que você não sabe é que ela foi amamentada exclusivamente por 4 meses inteiros. Até tive que trazê-la para trabalhar comigo porque ela não queria nenhum outro tipo de leite", começou ela.

Amber diz ainda que os "alertas" feitos pelo médico a fizeram duvidar da sua própria capacidade, como mãe, de lidar com um bebê com Síndrome de Down, pois ela teria que dividir os cuidados com seus outros cinco filhos.

"Foi você quem expressou preocupação por ela não ganhar peso, mas o que você não sabe é que agora ela é um dos maiores bebês da creche. Foi você quem tomou a decisão de colocar uma sonda nela por causa do peso, o que gerou uma aversão oral horrível, a ponto de ela não conseguir colocar sequer as próprias mãos na boca, mas ela superou isso e hoje em dia come de tudo por via oral e é capaz de se alimentar sozinha".

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

"Você foi o único que fez eu me sentir como se não fosse boa o suficiente para lidar com um bebê com necessidades especiais porque tenho cinco filhos, mas o que você não sabe é que ela foi colocada na nossa família por causa das nossas necessidades especiais", lembrou.

Por fim, a mãe termina a carta com um "agradecimento" ao médico, mesmo que ele tenha usado as palavras "sinto muito" durante o diagnóstico.

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

"Foi você quem me deu o diagnóstico da minha filha. Foi você quem me deu um tapinha no ombro e me disse 'sinto muito'. Minha filha foi diagnosticada com Síndrome de Down, mas o que você não me contou foi que o diagnóstico dela e nossa história salvariam vidas. Você foi o único que a viu como um diagnóstico e tudo o que vimos foi a nossa caçula preciosa."

"Em nenhum momento você me deu parabéns pelo bebê. Mas eu te perdoo. Eu te perdoo porque você não a conhecia. Você não me conhecia e você não sabia do que éramos capazes. E te agradeço! Obrigada por acender um fogo em mim que eu nem sabia que existia", conclui.