menu
Topo

Diversidade

Professor é demitido ao se negar a usar pronome masculino para aluno trans

Reprodução/Facebook ABC 8News - WRIC
Peter Vlaming foi demitido de um colégio na Virginia, nos EUA Imagem: Reprodução/Facebook ABC 8News - WRIC

Da Universa

08/12/2018 16h27

Um professor americano foi demitido do colégio em que dava aula depois de se recusar a usar pronomes masculinos para se dirigir a um aluno trans, que passou por um processo recente de transição. "Uso o novo nome, evito os pronomes que ofendem, mas não uso pronomes masculinos para uma pessoa do sexo feminino", afirmou o professor Peter Vlaming durante uma reunião pública realizada pelo colégio para tomar uma decisão sobre o caso, na quinta-feira (6).

O processo administrativo foi aberto depois que aluno em questão, bem como seus pais, fizeram uma queixa formal à escola reclamando que o professor se recusava a usar pronomes masculinos por causa de suas crenças religiosas, mesmo depois de o jovem ter pedido para que sua escolha fosse respeitada.

Veja também:

Vlaming deu aulas no colégio de West Point por sete anos e, em sua defesa, afirmou que ama e respeita todos os seus alunos e os direitos deles, incluindo o aluno que fez a reclamação. Ele também afirmou que "uma visão de mundo" diferente da dele estava lhe sendo imposta com o pedido, que feria sua fé.

Uma assistente da escola, Suzanne Aunspach, afirmou que os professores foram chamados individualmente para falar sobre a transição do aluno e de como ele seria chamado dali para frente. Quando chegou a vez de Vlaming, o professor teria afirmado não que não chamaria o aluno por pronomes masculinos. "Sinto saudade da versão feminina da pessoa."

Após algumas horas de discussões, os diretores do colégio decidiram demitir Vlaming por unanimidade.