menu
Topo

Pausa

Pare, respire e olhe o mundo ao redor

Ladrões roubam importante tiara da família real britânica; entenda

John Stillwell - WPA Pool/Getty Images
Kate, a duquesa de Cambridge, usa uma das muitas tiaras dos cofres reais em evento da coroa britânica Imagem: John Stillwell - WPA Pool/Getty Images

da Universa, em São Paulo

29/11/2018 10h17

Os cofres da coroa britânica estão um pouco mais vazios: uma tiara valiosa da coleção real foi roubada na terça (20) em Nottinghamshire, na Inglaterra.

Segundo a BBC, um grupo de pessoas entrou a Portland Collection Gallery, em Worksop, pouco antes das 10h da noite e levou a peça.

Veja também

Ainda de acordo com a emissora, os ladrões usaram ferramentas para remover o vidro que protegia a tiara em exibição, disparando o alarme. A polícia foi chamada, mas os seguranças no local perderam os criminosos de vista em 90 segundos. Os policiais chegaram dois minutos depois. 

Um Audi S5 prateado foi encontrado queimado em uma cidade localizada a cerca de 30 minutos da galeria. Ele teria sido usado pelo grupo na fuga.

A joia levada é a Portland Tiara, feita sob medida para Winifred, duquesa de Portland, em 1902 para a coroação do rei Edward 7º, após a morte de sua mãe, a rainha Vitória. Edward era o bisavô da rainha Elizabeth 2ª.

Richard Edgcumbe, curador de joias do museu Victoria & Albert de Londres, descreveu a peça à BBC como "uma das grandes tiaras históricas da Grã-Bretanha". Já James Lewis, especialista da casa de leilões Bamford, disse que tiara foi criada "em um período em que dinheiro não era um problema".

"Ela poderia valer milhões, mas é uma peça tão conhecida que não pode ser vendida em público. A ideia mais horrível que se pode pensar é o desmanche, em que os diamantes são retirados e vendidos separadamente", afirmou.

A polícia de Nottinghamshire informou que estava seguindo diversas linhas de investigação, mas a joia ainda não foi recuperada.

Mais Pausa