menu
Topo

Autoestima

"Me sentia boicotada e insegura", diz Isabeli Fontana sobre ex-parceiros

Divulgação/Breno da Matta
Isabeli Fontana durante evento da Eudora, em São Paulo Imagem: Divulgação/Breno da Matta

Carolina Martins

Colaboração para Universa

27/11/2018 16h29

Acostumada desde a adolescência com flashes e passarelas, Isabeli Fontana, 35, disse à Universa na noite desta segunda-feira (26), em evento da Eudora, em São Paulo, que já foi uma mulher insegura. Mas que aprendeu a valorizar seu corpo e seu jeito de ser.

"Sempre fui insegura. Hoje não sou mais. Minha insegurança vinha da magrela, que queria se esconder, que não queria ser vista. A moda me colocou num lugar: 'esse lugar (insegurança) não te pertence'".

Veja também

Casada com o cantor Di Ferrero, 33, desde 2016, Isabeli elogia a postura que o marido tem em relação ao seu trabalho e personalidade: "É o primeiro homem que gosta. Nunca vi um homem tão seguro em minha vida inteira, juro. Ele fala: 'Vai meu amor, quero ver você bombar. Adoro que todo mundo fique te olhando, você é maravilhosa mesmo. Tem que olhar mesmo'".  

Isabeli conta, ainda, que em relacionamentos anteriores, seus ex-parceiros a tratavam de outra forma. “Me podavam, me cortavam. Me sentia boicotada e insegura”, diz a mãe de Lucas, 12, e Zion, 15.

"Modelo era um cabide"

A top destaca as mudanças pelas quais a profissão de modelo tem passado: "Mudou muito. Hoje a modelo tem ser mais completa. Na minha época, a gente não precisava falar, se comunicar. A gente era um corpo, um cabide. Quando comecei, as pessoas queriam me manipular. Hoje, com as mídias sociais, te respeitam mais. Você pode ser uma voz; as pessoas podem te escutar".

Hoje Isabeli se posiciona, mas diz sofrer um pouco por expor suas ideias: "Passei a falar o que pensava mesmo, por conta da minha história de vida. A gente vai se transformando. Hoje, mais velha e mais madura, vivo bem no meu trabalho."