menu
Topo

Casamento


Tânia Mara vai se casar novamente com Jayme Monjardim; saiba os detalhes

Reprodução/Instagram
Tânia Mara Imagem: Reprodução/Instagram

Carolina Martins

Colaboração para Universa

24/11/2018 14h26

Já casados no civil, Tânia Mara, 35, e Jayme Monjardim, 62, se preparam para dizer "sim" agora no religioso.

Em conversa com a Universa, a cantora falou sobre a decisão de organizar a cerimônia "express", em apenas três meses, e receber uma bênção no sábado (1), após 15 anos de união.

Veja também

Por que agora?

Para poder subir ao altar, o casal encarou um longo processo -- que durou três anos -- no tribunal eclesiástico, com o objetivo de anular o único casamento religioso anterior de Jayme.

Com a permissão da Igreja Católica para, enfim, se casarem frente a um padre, Tânia e Jayme enfrentaram dificuldades para encontrar a hora certa, em meio a compromissos de trabalho e a chegada da filha, Maysa Monjardim, de 8 anos. Inspirados pela recente união de uma das filhas de Jayme, Maria, o casal decidiu colocar fim à espera.

A escolha da data

Tânia e Jayme tinham uma janela estreita em que o casamento seria possível, já que os filhos do diretor tinham viagens marcadas no fim do ano, ele está envolvido na fase de produção da minissérie "Aracy, o Anjo de Hamburgo", que será filmada em 2019, enquanto ela está se preparando para uma nova turnê baseada em sucessos das trilhas de novelas. 

"Jayme falou: 'poxa, eu queria casar antes do trabalho para não casar e no outro dia ter que ir para o estúdio gravar'. E foi assim que chegamos a esta data, do dia 1º de dezembro, que vai reunir todo mundo no Rio", explicou Tânia.

Um casamento preparado em três meses

"Foi muito doido, uma loucura. E eu sempre fazia parte de evento ou de show, mas com toda a minha produção preparando tudo pra mim. Em um casamento, a noiva tem que se envolver, tem que definir tudo. Não adianta você querer que as pessoas resolvam para você. E isso para mim foi um desafio", disse.

A cerimônia e a festa

Tânia e Jayme subirão ao altar na igreja São Francisco da Penitência, no Rio. "Já sonhava com ela há anos, é uma igreja pequena e um museu franciscano lindíssimo, todo de ouro".

Segundo a noiva, a cerimônia terá entre 150 e 200 convidados, entre família e amigos íntimos. "A gente sempre faz festa grande, o nosso primeiro casamento foi uma festa grande, mas esta realmente é uma festa intimista, porque nós já casamos", explicou. Maysa, a filha do casal, levará as alianças.

Após a bênção, os dois seguirão com os presentes para um almoço na casa da família. 

As diferenças para o casamento civil

"Nós casamos só no civil na primeira vez [em 2007] e fizemos uma missa, mas foi uma festa que o Jayme organizou muito mais do que eu, porque estava em um momento da minha carreira em que viajava muito, não tinha condições de me envolver. Não tive nem prova do meu primeiro vestido; no dia eu cheguei e estava folgado. Eu fiz um show em Tocantins um dia antes, dormi no chão do aeroporto de Brasília em uma conexão e cheguei lá quase uma noiva cadáver", relembrou Tânia.

"Foi inesquecível. Nós fizemos em Conservatória, que é a cidade das serestas no Rio. A festa começou às 9h30 da manhã. Seguiu o dia inteiro e quando deu 8h, 9h da noite, todos os convidados resolveram ir para a cidade. Elba, todo mundo começou a cantar. Virou um show".

Vestido de noiva e organização da cerimônia

Para Tânia, a escolha do vestido foi a parte mais fácil do processo.

"O [hairstylist Celso] Kamura, que é meu amigo há muitos anos, me indicou o Samuel [Cirnansck, estilista] e foi um acerto. A gente já se deu bem de cara e as meninas da equipe dele são um doce, tiveram a maior paciência com esta noiva maluca que faz um casamento em três meses e que não queria vir fazer quatro provas do vestido", brincou.

Para Tânia, o desafio foi lidar com os muitos detalhes que envolvem o grande dia. "Você não consegue fazer um pacote e falar 'então, contrata'. Bufê, decoração, tudo é separado. São empresas diferentes, profissionais diferentes e você tem que se reunir com todos, dizer o que quer e o que não quer no momento em que te apresentam algo que não é o que você imagina, porque é um momento único."

Os padrinhos

Entre os nomes famosos estarão a atriz Roberta Almeida e o ator Rafael Almeida, irmãos de Tânia, além de Renato e Lílian Aragão.

Serão oito casais em cada lado, em contraste com apenas um casal que participou do primeiro casamento, Jayme Mattarazzo, filho do diretor, que acompanhou também a irmã da noiva.

Lua de mel e nova gravidez?

Segundo Tânia, tanto a lua de mel quanto os planos de uma nova gravidez ficarão para 2019, quando a agenda do casal estiver mais tranquila. No entanto, ela diz que já não descarta ter mais um filho.

"[A Maysa] sempre pediu muito [um irmão], mas agora está pedindo mais. Tem dia em que ela coloca a mão na minha barriga e pergunta: 'mamãe, já tem um bebê aí?'. Temos planos, mas resolvi esperar um pouquinho porque a gente acabou de mudar de casa e tem o casamento, que quis curtir. Tudo isso tem que ser planejado, porque a gente só consegue engravidar por inseminação, já que o Jayme teve um câncer de próstata e teve que operar", concluiu Tânia.