menu
Topo

Direitos da mulher

Soprano gaúcha aparece em lista de 100 mulheres mais inspiradoras do mundo

Divulgação
Gabriella Di Laccio Imagem: Divulgação

Da Universa

19/11/2018 15h18

A BBC 100 Women anunciou nesta segunda (19) a lista das 100 mulheres mais inspiradoras e influentes do mundo em 2018. Entre elas, está a soprano brasileira Gabriella Di Laccio, 44 anos, que fundou a DONNE: Women in Music, um projeto que celebra compositoras do sexo feminino.

Os destaques do ano, com idades entre 15 e 94, são mulheres de mais de 60 países em várias áreas.

Veja também

Veja a lista completa:

Abisoye Ajayi-Akinfolarin, 33,fundadora da ONG GirlsCoding, na Nigéria; 

Esraa al-Shafei, 32, diretora da Majal.org., no Bahrain;

Svetlana Alekseeva, 18, modelo da Rússia;

Lizt Alfonso, 51, diretora e coreógrafa, de Cuba;

Nimco Ali, 35, escritora e ativista da Somália;

Isabel Allende, 76, escritora, do Peru;

Boushra Yahya Almutawakel, 49, artista, fotógrafa e ativista, do Iêmen;

Alina Anisimova, 19, estudante, do Quirguistão;

Frances Arnold, 62, professora de engenharia química, bioengenharia e bioquímica, dos Estados Unidos; 

Uma Devi Badi, 54, primeira-ministra, do Nepal;

Judith Balcazar, 65 - estilista aposentada, do Reino Unido;

Cindy Arlette Contreras Bautista, 28 , advogada, do Peru;

Leyla Belyalova, 61, professora universitária, do Usbequistão;

Analia Bortz, 51, médica, rabina e especialista em bioética, da Argentina;

Fealofani Bruun, 35, canoísta, de Samoa;

Raneen Bukhari, 31, curadora e administradora de redes sociais, da Arábia Saudita;

Joy Buolamwini, 28, artista e pesquistadora de inteligência artificial, do Canadá;

Barbara Burton, 62, CEO da BehindBras, do Reino Unido;

Tamara Cheremnova, 62, escritora, da Rússia;

Chelsea Clinton, 38, vice da Clinton Foundation, dos Estados Unidos;

Stacey Cunningham, 44, presidente da New York Stock Exchange (NYSE) Group, dos EUA;

Jenny Davidson, 50, CEO da Stand Up Placer, dos EUA;

Asha de Vos, 39, bióloga marinha, do Sri Lanka;

Gabriella Di Laccio, 44, soprano e fundadora da DONNE: Women in Music, do Brasil;

Xiomara Diaz, 34, empresária, dona de restaurante e fundadora de insituição de caridade, da Nicarágua;

Noma Dumezweni, 49, atriz, da Suazilândia;

Chidera Eggerue, 23, blogueira do 'Slumflower', do Reino Unido;

Shrouk El-Attar, 26, engenheira, do Egito;

Nicole Evans, 44, vendedora, do Reino Unido;

Raghda Ezzeldin, 26, mergulhadora, do Egito;

Mitra Farazandeh, 42, artista, do Irã;

Mamitu Gashe, 72, enfermeira, da Etiópia;

Meena Gayen, 36, empresária, da Índia;

G.E.M., 27, cantora e compositora, da China;

Fabiola Gianotti, 58, física, da Itália;

Julia Gillard, 57, ex-primeira ministra da Austrália, do Reino Unido;

Elena Gorolova, 49, ativista, da República Tcheca;

Randi Heesoo Griffin, 30, jogadora de hóquei e cientista, dos EUA;

Janet Harbick, 33, barriga de aluguel, do Canadá;

Jessica Hayes, 41, professora, dos EUA;

Thando Hopa, 29 , modelo, advogada e ativista, da África do Sul;

Hindou Oumarou Ibrahim, 35, ambientalista e ativista pelos direitos indígenas e das mulheres, do Chade;

Reyhan Jamalova, 16, estudante e empreendedora, do Azerbaijão; 

Jameela Jamil, 32 , atriz, apresentadora e ativista, do Reino Unido;

Liz Johnson, 32, paratleta e empreenderora, do Reino Unido; 

Lao Khang, 26, jogadora de rúgbi e treinadora, do Laos;

Joey Mead King, 44, modelo, das Filipinas;

Krishna Kumari, 40, política, do Paquistão;

Marie Laguerre, 22 , engenheira civil e estudante de arquitetura, da França;

Veasna Chea Leth, 44, advogada, do Camboja;

Ana Graciela Sagastume Lopez, 38, procuradora, de El Salvador;

Maria Corina Machado, 51, líder política, da Venezuela;

Nanaia Mahuta, 48, ministra do desenvolvimento Maori, da Nova Zelândia; 

Sakdiyah Maruf, 36, comediante, da Indonésia;

Lisa McGee, 38, escritora, Reino Unido;

Kirsty McGurrell, 30, coordenadora para caridade, do Reino Unido;

Becki Meakin, 52, administradora da Shaping Out Lives, do Reino Unido;

Ruth Medufia, 27, profissional da área de mineração, de Gana;

Larisa Mikhaltsova, 66, modelo e professora de música, da Ucrânia;

Amina J Mohammed, 57, vice-secretária-geral das Nações Unidas e ex-ministra do Meio Ambiente, da Nigéria

Yanar Mohammed, 58, presidente da Organization of Women's Freedom in Iraq (OWFI), no Iraque;

Joseline Esteffania Velasquez Morales, 26, estudante e coordenadora de ONG, na Guatemala;

Robin Morgan, 77, escritora e ativista, dos Estados Unidos;

Nujeen Mustafa, 19, estudante, da Síria;

Dima Nashawi, 38, artista, da Síria;

Helena Ndume, 58, oftamologista, da Namíbia;

Kelly O'Dwyer, 41, membro do Parlamento, da Austrália;

Yuki Okoda, 23, astrônoma, do Japão;

Olivette Otele, 48, professora de história da Bath Spa University, de Camarões;

Claudia Sheinbaum Pardo, 56, prefeita da Cidade do México, no México;

Park Soo-yeon, 22, especialista digital, Coreia do Sul;

Ophelia Pastrana, 36, comediante, da Colômbia;

Viji Penkoottu, 50, ativista, da Índia;

Brigitte Sossou Perenyi, 28, produtora, de Gana;

Vicky  Phelan, 44, administradora  da área de educação, da Irlanda; 

Rahibi Soma Popere, 55, fazendeira e fundadora do Seed Bank, na Índia;

Valentina Quintero, 64, jornalista, da Venezuela;

Sam Ross, 30, assistente, do Reino Unido;

Fatma Samoura, 56, secretária-geral da Fifa, do Senegal;

Juliet Sargeant, 53, paisagista, da Tanzânia;

Sima Sarkar, 44, dona de casa, de Bangladesh;

Shaparak Shajarizadeh, 43, ativista, do Irã;

Haven Shepherd, 15, estudante e nadadora, do Vietnã;

Nenney Shushaidah Binti Shamsuddin, 42, juíza, da Malásia;

Hayat Sindi, conselheira do Islamic Development Bank, da Arábia Saudita;

Jacqueline Straub, 28, teóloga, jornalista e autora, da Alemanha;

Donna Strickland, 59, professora de física, do Canadá;

Kanpassorn Suriyasangpetch, 30, dentista e empresária de tecnologia, da Tailândia;

Setsuko Takamizawa, 90, aposentada, do Japão;

Nargis Taraki, 21, conselheira legal de ONG, do Afeganistão;

Ellen Tejle, 34, CEO da Fanzingo, da Suécia;

Helen Taylor Thompson, 94, ex-espiã e fundadora de caridade, do Reino Unido;

Bola Tinubu, 51, advogada, da Nigéria.

Errollyn Wallen, 60, compostora, de Belize;

Safiya Wazir, 27, ativista comunitária, do Afeganistão; 

Gladys West, 88, matemática, dos EUA; 

Luo Yang, 34, fotógrafa, da China;

Maral Yazarloo-Pattrick, 37, estilista e motociclista, do Irã;

Tashi Zangmo, 55, diretora executiva da Bhutan Nuns Foundation, do Butão;

Jing  Zhao, 35, empresária, da China.