menu
Topo

Mães e filhos

Michelle Obama relembra aborto espontâneo: "senti como se tivesse falhado"

Mark Wilson/Getty Images
Michelle Obama relembra momento difícil em especial Imagem: Mark Wilson/Getty Images

Da Universa

09/11/2018 14h35

Em especial realizado pela ABC News, "Becoming Michelle: A First Lady’s Journey with Robin Roberts", que vai ao ar nos Estados Unidos no domingo (11), a ex-primeira dama Michelle Obama, 54, abriu as portas de um tempo dolorido de sua vida à âncora do "Good Morning America". Há cerca de 20 anos, quando tentava iniciar uma família com Barack Obama, ela sofreu um aborto espontâneo que marcou a sua vida.

"Me senti perdida e sozinha. Senti como se tivesse falhado", comentou. Ela disse que, na época, estava sentindo a "pressão" do seu relógio biológico e eventualmente acabou recorrendo à fertilização in vitro para conceber as filhas Malia, 20, e Sasha, 17.

Veja também

Refletindo sobre o acontecimento anos mais tarde, Michelle diz que teria gostado de ouvir histórias de outras mulheres que também tiveram abortos espontâneos. "Eu senti como se tivesse falhado porque eu não sabia como abortos comuns eram porque nós não falamos sobre eles", explica. "Nós sentamos em nossa própria dor, pensando que de alguma forma estamos quebradas". 

Agora, compartilhando sua história, ela espera que outras mulheres não sintam o mesmo isolamento que enfrentou. “Essa é uma das razões pelas quais eu acho importante conversar com as jovens mães sobre o fato de que abortos acontecem e o relógio biológico é real porque a produção de óvulos é limitada - percebi isto quando eu tinha 34 e 35 anos e tivemos que fazer fertilização in vitro", comentou. "Acho que isso é a pior coisa que fazemos umas às outras como mulheres: não compartilhar a verdade sobre nossos corpos e como eles funcionam e como eles não funcionam", completa.