menu
Topo

Violência contra a mulher

Pamela Anderson critica movimento #MeToo: "É demais para mim"

Getty Images
Imagem: Getty Images

Da Universa

05/11/2018 10h56

Sex symbol dos anos 90, Pamela Anderson não aprova as denúncias do #MeToo. Em entrevista a uma rádio australiana, a atriz canadense afirmou que acha que movimento que expôs assediadores de Hollywood é "um pouco demais" e "paralisa os homens".

"Acho que o feminismo pode ir longe demais. Sou uma feminista, mas penso que essa terceira onda do feminismo é uma chatice", disse.

Veja também

"Minha mãe me ensinou a não ir para o hotel com um estranho", disse. Para Pamela, as denúncias e declarações das atrizes e demais profissionais do cinema que levantaram o #MeToo tornou as mulheres mais fracas do que forte - curiosamente mesma percepção de outra atriz, Lindsay Lohan, que depois se desculpou pela fala.