menu
Topo

Diversidade

RuPaul afirma que ser drag é "um grande protesto à dominação masculina"

RuPaul/Reprodução Instagram
RuPaul diz que ser drag é "radical" Imagem: RuPaul/Reprodução Instagram

Da Universa

26/10/2018 19h07

Em recente entrevista à revista "People", a apresentadora de "RuPaul's Drag Race", um dos maiores programas de entretenimento de drag queens do mundo, relembrou o começo das suas performances e falou sobre a importância de se vestir como drag na sociedade. 

"Quando eu era criança, eu sabia que tudo no mundo era uma ilusão e as pessoas estavam apenas interpretando um papel. Quando eu descobri drag, achei uma maneira de poder zoar a sociedade", relembrou. Para RuPaul, ser drag é uma algo muito "radical". "É tão contra ao que a sociedade espera de você. Eles querem que eu seja desse jeito? Pois eu serei o contrário! É um grande foda-se à dominação masculina", explicou. 

Veja também

Depois de construir um império com o reality show, agora RuPaul retoma sua trajetória com o seu livro "GuRu", obra que espera servir como inspiração para outras pessoas. "Ser drag me permitiu ter mais diversão. Você se lembra que tudo nessa vida é ilusão a não ser o amor que você se permite receber", comentou. "Você consegue seguir em frente sem precisar de um emprego de 8 horas e 2 filhos em casa. Dá para viver nos seus próprios termos", concluiu o performer.