menu
Topo

Violência contra a mulher

Após sofrer ameaça, estudante denuncia estupro por motivação política no CE

Reprodução
Print com ameaça sofrida pela estudante; Imagem está sendo compartilhada por estudantes da Unifor Imagem: Reprodução

Natália Eiras

Da Universa

26/10/2018 14h54

Uma estudante de 33 anos fez, na noite desta quinta-feira (25), uma denúncia de estupro, que teria acontecido nos arredores da Unifor,Universidade de Fortaleza, no bairro Edson Queiroz. De acordo com a OAB-CE (Ordem dos Advogados do Brasil - Ceará), o ataque teria motivações políticas.

Veja também: 

Procurada pela Universa, a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará disse que o caso está sob a responsabilidade da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). “A vítima compareceu à Casa da Mulher Brasileira, onde foi acolhida no Centro de Referência da Mulher”, diz o comunicado. “A mulher foi encaminhada para realização de exame de corpo de delito, na sede da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e, em seguida, conduzida para uma unidade de saúde para ser medicada.”

Em nota, a Comissão de Direitos Humanos da OAB-CE disse que “a aluna já havia comunicado as ameaças que sofria há vários dias às autoridades competentes, mas infelizmente a ameaça se concretizou”. “É lamentável e repugnante o nível que se chega nessas eleições”, escreveu a Ordem.

Contatada pela reportagem, a Unifor se pronunciou sobre o caso em uma nota oficial. “A Universidade de Fortaleza vem a público manifestar seu repúdio a qualquer tipo de violência e intolerância no interior do campus. Diante desta afirmação, a instituição informa que está apurando todos os fatos e tomará a medidas cabíveis quanto às situações desta natureza”.

Abordagem com canivete

De acordo com um amigo da estudante, que preferiu não se identificar, ela havia aberto um boletim de ocorrência no começo do mês após sofrer racismo de um grupo de homens. Um dos agressores teria descoberto que ela foi à polícia e começou a ameaçá-la. "Nessa quinta (25), ela foi abordada em um ônibus por três homens, que tinham um canivete. Eles tiraram ela do ônibus e a estupraram." 

A assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará não quis dar mais detalhes sobre o caso. “Serão repassados em momento oportuno, para não comprometer os trabalhos policiais”.

Alunos da Unifor estão se organizando para fazer, nesta sexta-feira (26), um ato na universidade contra o fascismo e para repudiar o abuso sexual.