menu
Topo

Sexo

Vibrador com controle remoto: mulheres falam como usar o brinquedo a dois

Getty Images
Imagem: Getty Images

Carolina Prado

Colaboração para a Universa

10/10/2018 04h00

O acessório erótico pode fazer parte dos jogos e fantasias do casal até quando os dois estão distantes. Mas essa não é uma regra. Confira os depoimentos de mulheres que usam, com frequência, nas mais diversas situações, para intensificar o orgasmo e prolongar a sensação de prazer. 

Veja também

“Fazemos sexo a qualquer hora, em qualquer lugar. O combinado é sempre dizer 'sim'”

“Tenho muito ciúme do meu marido e sei que sexo para ele é muito importante. Comecei a pesquisar sobre o vibrador com controle pensando nisso. Achei que seria o máximo fazermos sexo a qualquer hora, em qualquer lugar. Comprei e ele adorou. Agora, usamos direto. Quando é tarde e eu chego em casa antes dele, eu falo um monte de sacanagem enquanto ele controla o aparelho. Ele goza direto. Tem dias em que eu ainda estou no trabalho e ele faz a chamada. Nosso combinado é sempre dizer 'sim', não importa a ocasião. Então, eu corro para o banheiro enquanto ele fica usando a vibração do local onde ele está (quase sempre, um bar barulhento). A experiência mais intensa rolou quando eu estava em um congestionamento. Ele sincronizou vibrações fortes com um rock pesado e em pouco tempo eu estava tão excitada que nem reparei que as pessoas dos carros ao lado estavam olhando para mim com uma cara estranha. Mas sabe que nem fiquei com vergonha? Foi uma delícia! Eu estava em alfa.” Margareth Suares, 29, gerente de marketing

“Ele usa no meu clitóris e eu, na próstata dele”

“Eu costumo usar vários tipos de sex toys com meu par, para sair da rotina e apimentar a relação. Usamos juntos, como preliminar, e vamos alternando: ele estimula o meu clitóris e eu, a próstata dele. O grande barato é justamente ficar assistindo a reação do outro pela câmera e, ao mesmo tempo, saber que você está controlando e proporcionando aquela sensação de prazer. Para nós, fica ainda mais gostoso quando usamos um gel de lubrificação que esquenta. Gostamos tanto que temos dois modelos, um mais convencional e outro em forma de U, que permite que ele me estimule duplamente, sempre controlando as vibrações e a intensidade. O prazer é muito maior e dura mais tempo.” Silmara Santos, 32, auxiliar administrativo

“Nossa melhor transa com o vibrador foi dentro de um bar. Gozamos juntos”

Comprei um vibrador do tipo calcinha, que você precisa baixar um aplicativo pelo celular e daí recebe um link, que é por onde a outra pessoa controla a vibração. Hoje, eu e meu namorado geralmente usamos quando estamos longe um do outro, para matar a saudade. Ele fica controlando o aparelho e se masturba, a gente se vendo o tempo todo pela câmera, até gozar. Também uso quando estou menstruada, porque é um jeito de mantermos a intimidade. Mas a melhor transa que tivemos foi dentro de um bar, eu com a calcinha e ele com o celular na mão. Ninguém sabia o que estava rolando. O legal é que era tudo muito discreto e, ao mesmo tempo, dava aquela sensação de frio na barriga. Só trocávamos olhares penetrantes enquanto ele escolhia a vibração. Gozamos ao mesmo tempo. Ele ficou louco só de me ver ter prazer ali, no meio de todo mundo.” Joana Calderi, 33, publicitária

“Uso para fazer penetração dupla”

“Comprei um vibrador para ponto G que pode ser acionado por controle na internet e uso com meu marido pelo menos uma vez por semana, só para variar. Às vezes, ele me penetra e controla a vibração sobre o meu clitóris, ao mesmo tempo, então o meu orgasmo é muito melhor e mais gostoso. Mas a melhor forma de usar, para mim, é para penetração dupla: eu fico com o vibrador na frente e ele controla, ao mesmo tempo em que me penetra por trás. Por causa disso, estamos até fazendo sexo anal com mais frequência, o que ele curte muito. O fato de podermos fazer coisas diferentes fez ele quebrar a resistência que tinha no começo, quando eu apareci com o brinquedinho. Ele se incomodava por eu querer usar demais, achava desnecessário. Mas agora gosta tanto quanto eu. Nosso próximo desafio é usar fora de casa, algo que ainda não testamos”. Keila Collado, 20, assistente administrativa

“Uso todas as vezes que eu viajo e reconheço as carícias dele à distância”

“Há seis meses, mudei de trabalho e passei a viajar bastante. Meu namorado começou a reclamar e eu até achei que não íamos conseguir sobreviver a essa nova rotina. Foi quando uma amiga sugeriu o vibrador com controle remoto. Comentei com o meu namorado e ele comprou. Foi o que salvou o nosso relacionamento! O nosso test drive foi em casa, eu no quarto e ele, na sala. Deu certo e não paramos mais. Usamos as configurações do próprio aplicativo, selecionando músicas e tipos de vibração diferentes. Também usamos vídeo, então, eu me visto com uma lingerie bem sexy e danço na frente da câmera enquanto ele se masturba. Em outros momentos, é ele quem me vê gozar enquanto controla as vibrações e as pulsações na palma da mão. O dia mais emocionante foi quando comemoramos três anos de namoro. Eu estava viajando e, quando cheguei no hotel, à noite, havia champanhe e flores no quarto. Logo depois chegou uma mensagem dele dizendo a que horas seria nosso encontro. Na hora combinada, ele colocou a nossa música favorita e o acessório começou a vibrar naquele ritmo. Foi demais! Agora, a cada vez que uso, acho ainda melhor, consigo sentir e reconhecer as carícias dele mesmo à distância. Fecho os olhos e sinto ele dentro de mim, com a mesma intensidade.” Catia Bezerra, 27, advogada

Agradecimento: Sex Shop Miss Scarlet e Tulipa Vermelha Sex Shop.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!