menu
Topo

Universa

Veja 10 dicas de ingressos grátis em Nova York

05/10/2018 16h06

NY é cara? Sim. A cidade que nunca dorme cobra um dos preços mais salgados dos Estados Unidos tanto para quem mora, quanto pra quem está lá só de passagem. Isso significa que não dá pra curtir uma ida à Big Apple? Não! O segredo para visitar as principais atrações pagando quase nada, e ainda fazer passeios inovadores pra dividir com seus companheiros de viagem - ou seguidores do Instagram - está no planejamento da viagem, que deve incluir as dez dicas que elencamos aqui.

Veja mais:

Nova York inclui "gênero X" na certidão de nascimento

Brooklyn: 10 maneiras de curtir uma NY diferente e muito mais descolada

Conheça bares e restaurantes de Nova York para admirar a cidade do alto

Visitar a Grand Central Station e andar pelo Central Park são exemplos de programas que saem pela bagatela de zero dólares, e isso (quase) todo mundo sabe. Mas graças a uma cultura de democratização da arte, da história e de aproveitamento dos espaços e transportes públicos, a cidade também trabalha com um calendário anual de eventos especiais gratuitos, e alguns dos seus pontos turísticos reservam dias e horários específicos para abrir as portas para quem não pode ou não quer pagar o valor do ingresso. Isso acontece graças a doadores individuais e empresas com vocação marketeira que investem em patrocínios para “assinar” essa movimentação cultural. Bancar arte é cool. 

Somados, os passeios feitos conforme as orientações abaixo, e comparados com experiências similares, gerariam uma economia de mais de mil reais na cotação do dólar (USD 275) de hoje... Parte das dicas são únicas e não tem preço mesmo. Anote aí como fazer essa trip mais econômica e exclusiva na próxima vez que descer no aeroporto JFK! 

Tire foto com a Estátua da Liberdade enquanto navega pelo Hudson River

Conhecida como símbolo da liberdade e da democracia, a Statue of Liberty foi um presente francês dado aos americanos em 1886. Ir até lá, aos pés da estrutura colossal de quase 100 metros de altura (metade disso é o pedestal que sustenta o corpinho dela), é um desses passeios meio “turistão de carteirinha”... Então pra quem quer otimizar tempo e dinheiro, a alternativa é pegar a balsa (www.siferry.com) gratuita que saí de Manhattan e vai até Staten Island, o 5º. distrito que compõe New York junto com o Brooklyn, Queens e The Bronx.   

São barcos enormes com capacidade para até 6 mil pessoas que saem a cada 20 minutos e fazem a travessia em menos de meia hora (você vai ter que descer e embarcar de novo pra voltar, ok?). A maioria das pessoas que usam o transporte público são as que moram em um distrito e trabalham no outro, então o segredo é evitar a hora do rush. Considerando que em NY as pessoas começam a trabalhar bem cedo e voltam pra casa de tarde, vá em dias da semana entre 9h30 e 11h30 ou depois das 19h – no horário de verão ainda está claro, e a noite a vista também é linda!

Quando embarcar em Manhattan, suba até o lado direito do deck exterior, se distanciando da traseira da balsa. A rota é a mesma para a ida e para a volta, então são duas oportunidades de fazer uma selfie com a Libertas, como chama a deusa romana segurando a tocha. O terminal de partida fica na 4 Whitehall Street, pertinho das esculturas de bronze do touro e da menina sem medo de Wall Street.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa