menu
Topo

Autoestima

Mulheres estão duas vezes mais propensas a automutilação do que os homens

Getty Images
Imagem: Getty Images

da Universa, em São Paulo

05/10/2018 12h19

As mulheres estão mais propensas a se infringir algum tipo de dano, como mutilação, do que os homens, segundo estudo realizado pela consultoria de pesquisas europeia YouGov em parceria com a Addaction, uma organização beneficente que auxilia pessoas com transtornos mentais ou questões com álcool e drogas, publicada nesta sexta (5).

Entre as cerca de 2 mil pessoas ouvidas no Reino Unido, 13% de mulheres revelaram ter experiência com automutilação. Entre os homens, este número cai para menos da metade, com 6% deles compartilhando experiências similares.

Veja também

Este tipo de comportamento também é mais comum entre os mais jovens: 21% das pessoas entre 18 e 34 anos já se automutilaram, enquanto apenas 10% daquelas entre 35 e 54 anos já passaram pela mesma situação. 

45% dos participantes afirmaram ainda que têm alguma experiência pessoal com ansiedade ou depressão, enquanto 10% tiveram problemas com álcool, 8% já enfrentaram transtornos alimentares e 4% com dependência de drogas ilícitas.

As mulheres, novamente, demonstraram estar mais propensas a transtornos alimentares, já que 13% relataram este tipo de experiência contra apenas 3% dos homens. No entanto, homens estão mais vulneráveis em relação a problemas com álcool: 14% deles admitiram dificuldades com a substância versus 7% delas.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!