menu
Topo

Mães e filhos

Filha de Deborah Secco aparece com unha postiça; criança pode usar?

Reprodução/Instagram
Maria Flor, filha de Deborah Secco, exibe as unhas postiças Imagem: Reprodução/Instagram

Da Universa

03/10/2018 04h00

A atriz Deborah Secco postou em seu Instagram no domingo (30) uma foto da filha, Maria Flor, de 2 anos, com unhas postiças. A maioria dos comentários eram elogiosos à aparência da menina. Alguns deles, porém, questionavam o fato de ela, mesmo tão pequena, já usar produtos de beleza. “Minha princesa, você é muito novinha para usar unhas coloridas ou qualquer outro esmalte”, dizia um dos comentários. Mas afinal, criança pode usar unha postiça e esmalte?

A dermatologista Carla Vidal, membro da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) e da American Academy of Dermatology, afirma que a indicação básica é não usar nem uma coisa e nem outra No máximo, pintar as unhas caso haja algum evento que a criança peça, como uma festa de aniversário ou uma apresentação na escola. “Mas, logo depois, retire o esmalte”, diz Vidal. E com um removedor sem acetona.

Veja também:

Segundo a dermatologista, a camada mais superficial da unha é bastante frágil e, nas crianças, mais ainda. “Nessa primeira fase da vida, a unha não está totalmente formada, é mais delicada. Então, a chance de enfraquecer a unha e deixá-la fragmentada por causa de esmalte é grande”, diz Vidal.

Além do enfraquecimento, outro problema é a reação alérgica. A pele da criança também é mais sensível que a dos adultos, por isso, se ela estiver com esmalte e coçar o olho ou a cabeça, pode aparecer uma vermelhidão ou coceira na região. “Com frequência recebo pais trazendo as filhas com o olhinho inchado, a pálpebra vermelha. Na hora já pergunto se usou esmalte, e normalmente é essa a causa.”

Unha postiça é pior que esmalte

O caso da unha postiça é pior do que o esmalte porque, mesmo que fique por pouco tempo na unha, é preciso de cola. “E, ao retirá-la, vai perder um pedacinho da unha, a camada mais externa, e fazer com que descame”. Mesmo os produtos indicados para as crianças, segundo Vidal, devem ser evitados.

Por último, ela alerta que, de maneira nenhuma, a cutícula da criança deve ser retirada. A pele ao redor da unha é uma proteção que evita a entrada de bactérias, vírus e fungos, ou seja, é uma proteção importante do organismo.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!