Topo

Política


Movimento de mulheres Time's Up adere à campanha contra Bolsonaro: #EleNão

AFP
Protestos também tomaram a Cinelândia, no Rio de Janeiro, dizendo #EleNão a Jair Bolsonaro Imagem: AFP

Da Universa

2018-09-29T21:08:34

29/09/2018 21h08

O movimento contra assédio sexual Time's Up aderiu à campanha contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL). No Instagram, o grupo publicou uma foto com a tag #EleNão. Neste sábado, pessoas de diversas cidades do Brasil e do mundo se uniram em protestos contra o presidenciável

O Time's UP foi criado por mais de 300 atrizes de Hollywood após denúncias de assédio na indústria, reveladas pelo movimento #MeToo no começo deste ano. 

Veja também:

Em São Paulo, no Largo da Batata, 400 mil pessoas se reuniram, segundo os organizadores. Elas marcharam para a Avenida Paulista, onde chegaram por volta das 19h30. Lá, a cantora Elza Soares se apresentou. A dispersão começou por volta das 21h, após cerca de 8h de manifestação.

Na Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro, mais de 200 mil pessoas se reuniram, segundo os organizadores. O protesto tomou proporções gigantescas e é um dos maiores que já aconteceu na cidade. Elas rumaram em volta de um caminhão de som para a Praça XV, onde aconteceram shows da percussionista LanLanh com a atriz Nanda Costa e a sambista Tereza Cristina.

Todos os protestos aconteceram de maneira pacífica, sem confrontos. Celebridades também se uniram pela causa e postaram fotos se posicionando. No Rio de Janeiro, muitas atrizes estiveram no ato e se declararam contra o candidato.