menu
Topo

Diversidade

Professora processa escola após colocar alunos negros como escravos em aula

Reprodução/New York Daily News
Imagem: Reprodução/New York Daily News

Da Universa

28/09/2018 20h08

Uma professora de Nova York, nos Estados Unidos, está processando uma escola após ter sido demitida por forçar alunos negros a interpretarem escravos durante uma aula de história.

De acordo com o “New York Daily News”, Patricia Cummings está entrando na justiça alegando ser vítima de “racismo reverso”.

Veja também

A publicação afirma que a professora forçou três alunos negros a se deitarem na sala de aula para ilustrar as condições de um “navio negreiro”. Ela teria ainda pisado nas costas deles para mostrar “o que é ser um escravo”.

“Você vê como era ser um escravo? (...) Como você se sente sendo um escravo?”, teria dito ela aos alunos.

Reprodução/New York Daily News
Imagem: Reprodução/New York Daily News

Depois disso, a diretoria da escola resolveu suspender e, posteriormente, demitir Patricia.

Insatisfeita com a medida, a professora está processando a instituição e exigindo US$ 120 milhões (aproximadamente R$ 458 milhões) pelos danos causados a ela. O advogado alega que o processo possa lhes custar US$ 1 bilhão.

"Há um racismo flagrante e uma discriminação reversa nas escolas públicas da cidade de Nova York", disse Tom Liotti, advogado de Patricia. "É por isso que os pais brancos não querem mandar os filhos para lá".

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!