menu
Topo

Moda

Saint Laurent é alvo de críticas por explorar a sexualização em desfile

Pascal Le Segretain/Getty Images
Imagem: Pascal Le Segretain/Getty Images

Da Universa

26/09/2018 14h34

Na última terça-feira (25), a Saint Laurent mostrou sua coleção primavera/verão 2019 na Semana de Moda de Paris tendo a Torre Eiffel como plano de fundo e um espelho d'água como plataforma.

Assumindo a autoria das peças, Anthony Vacarello explorou a sexualidade no desfile. Roupas curtas, seios à mostra e transparência foram alguns dos detalhes que chamaram a atenção de quem assistiu a apresentação. No entanto, esse mesmo ponto trouxe críticas às criações.

Veja também

Vanessa Friedman, do “The New York Times”, afirmou que as roupas e a intenção do desfile representavam uma outra época e que, hoje, essa exploração da sexualidade, precisa ser vista por olhares mais atuais do que os dos anos 60 até os 80.

Pascal Le Segretain/Getty Images
Imagem: Pascal Le Segretain/Getty Images

“Anthony trouxe o sexo de volta com acenos à história de YSL nos anos 60, 70 e 80 - ‘eras diferentes e ícones atemporais’. Era o tempo da revolução sexual, quando mulheres reivindicavam sua própria carnalidade e se divertiam com isso. Esse é outro tempo e um tipo diferente de revolução (...) Assistindo ao desfile, era difícil não pensar que as mulheres evoluíram”, comentou.

E a crítica não veio de só um veículo. Bridget Foley, do jornal “WWD”, reforçou a necessidade de um olhar mais convicto e preciso para o que está acontecendo atualmente para criar-se moda. Para ela, usar exclusivamente da “reprodução” de discursos não agregou à coleção.

“Muitos dos looks que expunham os seios pareceram ser surdos a questões feministas. Especialmente neste momento de atenção elevada ao respeito a modelos”, escreveu.

Veja trechos do desfile:

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!