menu
Topo

Sexo

Sexdating: 6 motivos explicam a importância de marcar horário para transar

Getty Images/iStockphoto
Sexdating: marcar dia e horário para transar melhora a relação do casal Imagem: Getty Images/iStockphoto

Heloísa Noronha

Colaboração com Universa

24/09/2018 04h00

Há uma crença generalizada, fomentada principalmente por novelas, livros e filmes românticos, de que sexo bom é aquele que acontece espontaneamente.

Você certamente já conferiu a cena: de repente, o tesão toma conta dos dois que, loucos de desejo e paixão, se jogam nos braços um do outro e transam loucamente. Esse sexo também acontece na vida real, obviamente, porém é mais frequente entre casais que estão juntos há pouco tempo ou que acabaram de se conhecer.

Veja também

Infelizmente, aqueles que se relacionam há anos raramente encaram uma experiência assim. A correria e o estresse do dia a dia, em especial na rotina de quem tem filhos, impede maiores arroubos sexuais. Na verdade, até partir para uma transa bem basiquinha é algo complicado.

É aí que deve entrar em cena o sexdating, que nada mais é do que marcar dia e horário para transar. À primeira vista, a estratégia pode parecer pouco romântica e meio artificial, mas acredite: ela pode ser uma boa alternativa para melhorar a vida sexual de muitos casais. Duvida? A gente lista algumas razões:

É preciso assumir compromisso com a própria sexualidade

Trate a sua sexualidade como se fosse um compromisso na agenda, mesmo. Reflita: quantas vezes você se vê correndo apenas atrás daquilo que é urgente, nunca do que é importante de fato? E sexo é importante! Trabalho, cuidados com os filhos, tarefas domésticas, compromissos sociais, visitas à família, atividades físicas... Tudo isso, é claro, faz parte da vida, mas é preciso encontrar uma brecha para a vida a dois. Acontece que, se você ficar esperando um momento propício ou de folga, não vai transar nunca. Por esse motivo, planejar o sexdating é fundamental - ainda mais para quem tem de lidar com a imensa logística que envolve os encargos com crianças.

Sem o sexdating, a tendência é adiar, adiar, adiar...

"A gente marca hora pra tudo: cortar o cabelo, ir à sessão de terapia, encontrar com os amigos, conversar com a professora do filho. Mas como o par está sempre em casa, disponível no travesseiro ao lado, acabamos adiando o sexo para o outro dia. Afinal, se não transamos hoje podemos transar amanhã ou depois e assim vai...", comenta Regina França, terapeuta de casal e família de São Paulo (SP). "Então, marcar um dia e um horário para o sexo pode trazer de volta ao casal uma experiência muito prazeirosa que às vezes ficou perdida. Trata-se não só do prazer sexual, mas de uma vivência de intimidade, entrega e troca de afeto", completa a especialista.

O sexdating permite quantidade e qualidade

Segundo a psicóloga Priscila Junqueira, especialista em Sexologia pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), a qualidade de cada transa é importante, mais do que a frequência com que o casal faz sexo. Entretanto, a qualidade fica comprometida se a regularidade é mínima. "Há risco de afastamento e perda de intimidade, o que dificultará ter um sexo prazeroso. Marcar o dia, o horário, escolher uma roupa especial, pensar no que vão comer, beber e fazer são atitudes que alimentam a fantasia do casal, aumentando o vínculo. Isso tornará a vida sexual a dois fantástica", explica.

Agendar a transa combate a preguiça

É válido repetir que o ritmo do nosso dia a dia está cada vez mais eletrizante e estressante. "Como se não bastasse o fato de que as pessoas têm inúmeras coisas a fazer, a tecnologia acaba nos impondo mais e mais tarefas. Os casais vão deitar, em geral, quando já estão acabados, pois ficam até o último minuto envolvidos em afazeres no computador ou celular. Difícil ter ânimo para namorar desse jeito, pois o tesão não brota espontaneamente em quem está exausto", pontua Regina. Para ela, a única forma de enfrentar essa preguiça é o sexdating, que considera uma tática excelente para o amor maduro (que já passou a fase inicial da paixão).

Marcar permite que as pessoas passem as horas anteriores fantasiando, imaginando, se preparando...

"Nosso maior motivador sexual fica no cérebro", diz Regina. "Pensar em sexo, planejar o sexo e se imaginar fazendo sexo ativa o nosso desejo e a nossa sensualidade", fala. O sexdating ajuda cada um a se conectar com seu lado erótico, a se preparar para o encontro, a arquitetar o cenário, etc. E, ainda, leva o casal a trocar mensagens picantes ao longo do dia.

O desejo e o prazer surgem durante a prática

Essa é ideia defendida pelo psicólogo alemão Christian Thiel. De acordo com ele, marcar na agenda um horário para correr ou fazer ioga é algo comum para todos. "Mas marcar uma hora para fazer sexo é algo difícil de imaginar para a maioria das pessoas. No entanto, o sexo é muito semelhante à corrida ou ao ioga, pois o prazer vem com a prática", observa no livro "Mulheres querem sexo, homens sempre têm dor de cabeça" (Ed. Cultrix). Após duas volta no parque ou vinte minutos de ioga, as endorfinas entram em ação e a falta de vontade vai embora - com o sexo, não é diferente. "Nele, o prazer também surge durante a prática, mesmo que antes a disposição não seja muito grande: uma vez iniciado o ato, surge a vontade de obter mais", conta.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!