menu
Topo

Novidades de beleza

Lipoaspiração faz 40 anos; conheça as evoluções do procedimento

iStock
A lipoaspiração é a segunda cirurgia plástica mais realizada no Brasil Imagem: iStock

Paula Roschel

Colaboração para Universa

12/09/2018 04h00

A lipoaspiração segue batendo recordes como a segunda cirurgia plástica mais realizada no Brasil, atrás apenas do procedimento para aumento das mamas. Tendo tantas décadas de história, já que foi criada da forma como conhecemos no ano de 1978 pelo cirurgião francês Yves-Gerard Illouz, é natural que novidades surjam, caso da vaser lipo e lipo de alta definição.

Veja também

Especialistas explicam o que são essas novidades, como elas se diferenciam da lipo tradicional e se procedimentos não invasivos, como a criolipólise, já alcançam o mesmo resultado da aspiração de gordura feita através de cânulas e anestesia.

Evolução técnica

A lipoaspiração teve um boom no país nos anos 2000. Com o passar do tempo, pontos negativos em relação ao procedimento começaram a surgir e preocupar pacientes, como problemas envolvendo anestesias, infecções e uma queixa recorrente de que lipos tradicionais deixavam a barriga com aspecto artificial e muitas vezes desigual. Porém tais questões, segundo Pedro Lozano, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, foram superadas: “A cirurgia é, atualmente, mais precisa em eliminar a gordura profunda de forma homogênea e com menor chance de lesar outros tecidos. A técnica evoluiu e agora temos um procedimento mais seguro, com recuperação mais rápida, menos dor, menos hematomas, menos chance de irregularidades e aspecto mais natural,” pontua o médico.

Invasivo versus não invasivo

Ainda segundo Pedro Lozano, na última década foram desenvolvidos aparelhos com a finalidade de substituir a lipoaspiração, porém com resultados que não chegam perto do conquistado com a técnica original: “Além disso, o custo destes procedimentos não invasivos muitas vezes supera o da lipoaspiração e também podem ter complicações; como queimaduras, irregularidades, manchas e até mesmo efeito inverso: o de crescimento da gordura”, explica.

Para o cirurgião plástico Rodrigo Gimenez, de Campinas (SP), tais aparelhos ainda não proporcionam resultados similares ao da lipo, mas ajudam em certos casos: “Estes tratamentos são mais indicados para pacientes com pequenos acúmulos de gordura, localizados, e que não desejam ser submetidos à cirurgia. É importante ressaltar que minha experiência é com o CoolSculpting, aparelho no qual confio e tenho excelentes resultados. Digo isso porque quando utilizei aparelhos ditos similares obtive resultados muito inferiores”, alerta.

Vaser lipo e lipo de alta definição

Entre as novidades invasivas, a lipo de alta definição aparece sendo indicada para pacientes que, apesar do baixo índice de gordura corporal, não conseguem definir o abdômen. Nela, o cirurgião estuda a anatomia muscular do paciente para encontrar a melhor maneira de esculpir e definir os principais gomos da parede abdominal:

“A lipoaspiração de alta definição é aquela que promove a definição muscular do abdômen, o famoso tanquinho. Portanto, essa técnica permite que o cirurgião ‘desenhe’ mais a musculatura do paciente”, explica Pedro Lozano.

Outra evolução da lipo tradicional é a vaser lipo: “Nessa técnica, o cirurgião injeta uma grande quantidade de líquidos no tecido gorduroso. Após tal passo, aplica um aparelho que emite ondas de ultrassom (Vaser) que destroem seletivamente as células de gordura. Logo após, o cirurgião aspira a gordura liquefeita através de incisões milimétricas, sem fazer esforços e sem lesar outros tecidos vizinhos. Além disso, promove uma maior adesão da pele em relação à técnica tradicional. Outra grande vantagem é a recuperação mais rápida, com menos hematomas, menor dor e menor chance de irregularidades” conclui o médico.

Vaser lipo

O que é? Modalidade de lipoaspiração que emprega um aparelho de ultrassom chamado Vaser, junto com uma solução salina, para eliminar seletivamente as células de gordura de maneira mais homogênea e evitando lesionar nervos, vasos sanguíneos e diminuindo sangramentos e irregularidades.
Resultados esperados: Aparência mais natural da área tratada, além da promessa de um tratamento com pós-operatório mais leve.
Duração: Mínimo de uma e máximo de seis horas, conforme o caso.
Contraindicação: Doenças sistêmicas graves, obesidade moderada e severa.
Manutenção: Dieta equilibrada e atividades físicas.
Valor: A partir de R$ 12 mil.

Lipo de alta definição

O que é? Técnica de lipoaspiração que promove a definição muscular do abdômen, o famoso tanquinho.
Resultados esperados: Definição da musculatura do abdômen, coxas e peitoral.
Duração: A partir de uma hora.
Contraindicação: Sedentarismo, obesidade e doenças sistêmicas graves.
Manutenção: Dieta equilibrada e atividade física.
Valor: A partir de R$ 12 mil.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!