menu
Topo

Violência contra a mulher


Olivia Munn diz se sentir isolada após pedir corte de cena com abusador

Getty Images
Imagem: Getty Images

Da Universa

10/09/2018 15h13

Pouco antes da estreia de "O Predador" nos cinemas, a atriz Olivia Munn está se sentido isolada e julgada por ter exigido que cortassem sua cena com Steven Wilder Striegel, condenado em 2010 por assédio a uma menina de 14 anos pela internet.

Olivia teria contado à Fox sobre o histórico do ator no dia 15 de agosto, porém, segundo a atriz disse ao site "Variety", a resposta só teria vindo dois dias depois. "Conseguir que deletassem uma cena de um abusador condenado tem um alcance global importante, mas a realidade do que eu tive que passar durante esse processo é louco. É como se eu tivesse trombado em algo e agora estivesse sendo caçada e isolada."

Veja também

A Fox, por sua vez, informou aos meios de comunicação que desconhecia a condenação de Striegel antes de escalá-lo para o filme. O diretor Shane Black, amigo do ator cortado da cena, pediu desculpas em um comunicado público, mas Olivia se diz decepcionada por não ter sido procurada pessoalmente: "Às vezes você precisa que as pessoas validem que você não é louca".

Repercussão de colega

Sterling K. Brown, colega de Olivia Munn no filme, foi às redes sociais pedir desculpas por não estar ao seu lado diante do processo de denúncia e retirada da cena do filme. 

"Sinto muito que você se sinta isolada, minha querida. Sinto muito que você foi a única a falar publicamente. Não estava no Festival de Cinema de Toronto, então não tive a oportunidade de estar lá com você. Há dois problemas principais, pelo que eu vejo. Primeiro: o que é ou não perdoável?


"Isso vai variar de indivíduo para indivídio. Você e Shanon Black podem diferir no que diz respeito a isso. Não tenho todos os detalhes sobre o crime de seu amigo, mas eu sei que envolve uma menor e que ele passou um tempo preso. (...) Nós todos temos o direito de saber com quem estamos trabalhando. E quando alguém foi condenado por um crime sexual que envolve uma criança, temos o direito de dizer que isso não é ok!"

O ator conclui a série de tweets mais uma vez pedindo desculpas pra a atriz: "não foi dada essa oportunidade ao nosso estúdio, nem ao nosso elenco. Especialmente a Olivia Munn que foi o único membro do elenco principal que teve que trabalhar com ele. (...) Sinto muito por você se sentir isolada ao tomar uma aatitude".