menu
Topo

Diversidade

Após 50 anos e morte de companheira, mulher tem casamento reconhecido

AP
Imagem: AP

Da Universa

24/08/2018 15h04

"Eu nasci para ela e ela nasceu para mim". Foi assim que Bonnie Foerster, de 74 anos, descreveu seu relacionamento de 50 anos com Beverly Grossaint diante da justiça de Utah (Estados Unidos). Desde a última terça (21), elas são reconhecidas como casadas.

Infelizmente, Beverly não pode ver a vitória de perto: ela morreu em maio deste ano aos 82 anos. "Sou uma mulher casada. Esperei por 50 anos", disse Bonnie na corte, à imprensa local.

Veja também

AP
Imagem: AP

O namoro começou em 1968, em Nova York, quando Bonnie fugia de um relacionamento abusivo com um homem. "Olhei em seus olhos azuis e me apaixonei", conta. Com duas pernas amputadas e cega de um olho, ela cuidou da companheira até os últimos dias e afirma que o casamento não aconteceu antes justamente por recorrentes problemas de saúde.

AP
Imagem: AP

"Sou uma noiva velha, mas uma noiva muito feliz", disse ela, segurando flores e a bandeira arco-íris, que representa o orgulho gay.
 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!