menu
Topo

Mães e filhos

Depois de dois abortos espontâneos, fotógrafa retrata bebês "arco-íris"

Finn Photography
Bebê arco-íris Imagem: Finn Photography

Da Universa

21/08/2018 15h00

A fotógrafa Ann-Marie Finn enfrentou três anos de tratamento para fertilidade e sofreu dois abortos espontâneos até dar à luz sua primeira filha, Kate. 

"Quando ela nasceu, eu não fazia ideia do que era um bebê arco-íris, crianças que nascem depois que a mãe sofreu abortos espontâneos ou teve um bebê morto de forma prematura", disse, em entrevista ao canal "Fox". 

Veja também

De lá para cá, Finn, que vive em Ohio, nos Estados Unidos, se dedica a retratar esses bebês em fotos bem coloridas que contam a história de suas famílias. 

"Eu me conecto com meus clientes e suas trajetórias de perda, luta e amor criando uma imagem única para celebrar seu arco-íris. Minha promessa é nunca repetir uma imagem. Cada bebê deve ser diferente e especial", disse. 

Hoje, além de Kate, Ann-Marie também é mãe de Amelia, que nasceu um ano mais tarde e sem ajuda de tratamentos médicos. 

Confira suas fotos mais emocionantes: 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!