menu
Topo

Violência contra a mulher

"Time's Up" doará quase R$ 3 milhões a trabalhadores que sofreram abuso

Divulgação
As das fundadoras do "Time's Up" Imagem: Divulgação

da Universa, em São Paulo

15/08/2018 13h01

A iniciativa "Time's Up", fundada por famosas como Reese Witherspoon, Emma Stone e Shonda Rhimes para combater o assédio e abuso sexual dentro e fora de Hollywood anunciou uma nova medida nesta terça (14).

Seu fundo, antes destinado apenas a custos legais de mulheres que quisessem processar seus agressores sexuais e não tivessem condições financeiras, doará agora US$ 750 mil, isto é, cerca de R$ 3 milhões a 18 grupos de apoio a trabalhadores domésticos e/ou que ganham salário mínimo para que estes possam buscar seus direitos básicos.

Veja também

Fatima Goss Graves, CEO da "National Women’s Law Center" (Centro Nacional Legal da Mulher, em tradução livre), uma organização sem fins lucrativos que administra o fundo da "Time's Up" afirmou ao jornal "The Guardian" que esta é a primeira vez que a organização doará dinheiro para outros grupos.

O objetivo é atingir mais vítimas e comunidades que tenham encontrado dificuldades de procurar ajuda ou conseguir um serviço gratuito para auxiliá-las a lidar com situações de abuso no local de trabalho.

"Sabemos que é difícil alcançar alguns trabalhadores. Ter o apoio de uma organização que já trabalha profundamente nestas comunidades e que ajude a navegar onde ir, que ajude [os trabalhadores] ao longo do processo é crítico para a próxima fase [do projeto]", explicou.

Ela ainda disse que esta é a melhor maneira de atingir trabalhadores de diversas partes dos EUA, e não apenas da Califórnia, onde a iniciativa foi fundada.

Entre os recipientes do auxílio financeiro da "Time's Up" está o Asian/Pacific Islander Domestic Violence Resource Project, que treina pessoas que possam atuar na organização de comunidades de origem chinesa, vietnamita, japonesa e urdu, criando workshops profissionalizantes ou orientando na tradução de documentos para o inglês. 

A New Mexico Coalition of Sexual Assault, que combate a violência sexual no estado do Novo México, receberá US$ 40 mil, ou seja, mais de R$ 150 mil para desenvolver material e programas de educação sobre o assunto em comunidades locais, que incluem as de mulheres de origem indígena e asiática, pessoas trans e aquelas com algum tipo de deficiência.

A iniciativa \"Time's Up\", fundada por famosas como Reese Witherspoon, Emma Stone e Shonda Rhimes para combater o assédio e abuso sexual dentro e fora de","image":{"sizes":{"personalizado":"","original":"900x506"},"height":506,"width":900,"crops":"1x1;3x4;4x3;9x16;16x9;16x12;80x80;142x100;142x200;300x100;300x200;300x300;300x420;300x500;615x300;615x470;956x500;1024x768;1920x1080;1920x1279","src":"http://conteudo.imguol.com.br/c/entretenimento/b2/2018/01/01/famosas-times-up-now-1514835028273_v2_900x506.jpg","type":"","titulo":"As das fundadoras do \"Time's Up\"","credito":"Divulgação"},"date":"15/08/2018 13h29","kicker":"Da Universa"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="universa/universa">

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!