menu
Topo

Autoestima

Lupita Nyong'o fala sobre seus cabelos crespos: "Lindos do jeito que são"

Getty Images
Lupita Nyong'o Imagem: Getty Images

Da Universa

06/08/2018 16h46

Atriz de mais de dez filmes, eleita mulher mais bonita do mundo pela "People", vencedora do Oscar e... discriminada por ter cabelos crespos. 

Aos 35 anos, Lupita Nyong'o falou sobre o assunto em entrevista à "Porter" e lembrou casos de racismo envolvendo os fios: "Meu cabelo, historicamente, tem sido evitado. Com que frequência você ouve 'Você não vai conseguir emprego com o cabelo assim'?", questionou. 

Veja também

Ela lembrou que o cabelo "natural, africano e crespo" sempre foi lido como um visual nada civilizado, selvagem, indomável – o que prejudica relações profissionais. 

"Ser capa de uma revista me preenche, pois é uma oportunidade para mostrar a outras pessoas escuras e de cabelo crespo, e particularmente nossos filhos, que eles são lindos do jeito que são", comemorou a atriz. 

"Preconceito inconsciente"

Em 2017, Lupita usou o Instagram para denunciar a discriminação da revista "Grazia" contra seus fios. 

Na época, ela foi capa da publicação, mas se surpreendeu quando viu que a revista havia "apagado" seus fios na edição das fotos. 

"Se eu tivesse sido consultada, teria explicado que não posso apoiar ou tolerar a omissão do que é minha herança nativa com a intenção de que eles entendam que ainda há um longo caminho a percorrer no combate ao preconceito inconsciente contra a pele das mulheres negras, cabelos estilo e textura", escreveu a atriz.