menu
Topo

Universa

Escola nega que mãe com câncer terminal passe mais tempo com o filho

Reprodução/ Facebook
Angela Rose luta contra um câncer no seio Imagem: Reprodução/ Facebook

Da Universa

04/08/2018 16h20

Angela Rose, que luta contra um câncer terminal descoberto há 14 meses, ganhou as manchetes do Reino Unido ao ter o pedido negado pela escola de seu filho de oito anos para passar mais tempo com ela.

Veja também

Segundo o diagnóstico médico, a britânica, de 36 anos, tem apenas mais alguns meses de vida e gostaria de aproveitar a companhia de Carlo da melhor maneira possível.

Segundo o jornal "The Sun", a escola afirmou que só liberaria a criança se o caso fosse excepcional. Depois de muito apelo da sociedade e da imprensa, a Stanton Middle School, liberou o menino, que tem média de aproveitamento de 98%, para passar o próximo feriado ao lado de Angela com um pedido de desculpas. 

Ela, que é mãe de mais dois filhos, pretende levar o trio ao parque Haven in Great Yarmouth, em agosto.

A educação no Reino Unido é uma das mais rígidas do mundo. Segundo a lei, assinada em 2006, as crianças não podem faltar às aulas e, quando os familiares não conseguem provar que eles não foram à escola por causa de circunstâncias excepcionais, levam uma multa.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa