menu
Topo

Moda

Influenciadoras gordas dão dicas de moda para melhorar estilo e autoestima

Julia Guglielmetti

Colaboração para Universa

03/08/2018 04h00

Até pouco tempo atrás, a dica de moda padrão que se dava a mulheres gordas era, basicamente, a de usar roupas escuras, com decote em V e listras verticais. Tudo para parecer mais magra e alta. Hoje o movimento body positive, que incentiva pessoas a amarem o próprio corpo, trouxe liberdade e, finalmente, a moda se tornou uma aliada para que cada uma possa expressar sua personalidade por meio das roupas.

Universa conversou com nove influenciadoras digitais plus size sobre o que é se vestir bem. O que elas ensinaram serve de inspiração para quem busca melhorar não somente o estilo, mas também a autoestima. Veja a seguir.

Veja também

Desconstrua seu conceito sobre se vestir bem

“O que é ‘se vestir bem’? Falando como uma mulher gorda, tudo o que sempre me foi ensinado de moda é que tenho que ser diferente de quem eu sou. Que tenho que tenho que esconder meu corpo e valorizar uma coisinha ou outra, geralmente cintura ou peito. Isso foi o que toda mulher gorda aprendeu até chegar o movimento de aceitação, que é o body positive. Começamos a entender que a moda também é nossa aliada e que não precisamos nos esconder. Nosso corpo não tem defeito. Saber disso, abre um grande leque de opções. Posso usar o que eu quiser e ser o que eu quiser”, fala a jornalista e youtuber Alexandra Gurgel.

Errou? Ótimo!

“Se conhecer e saber sobre sua personalidade ajuda a fazer com que seu estilo surja naturalmente. Se vestir bem vai além de usar uma peça da tendência. A moda é uma ferramenta incrível para se mostrar ao mundo. ‘Errou’ no look um dia? Ótimo! Você experimentou e usou o que queria. O problema é quando vemos a moda como uma ditadura e não como aliada de expressão”, acredita a jornalista e estilista Raissa Galvão.

Não tenha vergonha

“Não tenha pudor. Acredite que você pode usar o que quiser e quando quiser, porque a moda é você que faz! Crie seu estilo e acredite nele. Sinta-se bem! Independentemente do seu corpo, é a roupa que deve caber em você e não o contrário”, diz a dançarina Thais Carla.

A roupa deve servir em você

“O mais importante é estar se sentindo bem e ter em mente que a roupa deve sempre ter o nosso tamanho. Dessa forma, somos livres para usar a criatividade e explorar o corpo da forma que ele é”, recomenda a modelo Fluvia Lacerda.

Quebre regras e experimente vários estilos 

“Não tenha medo de experimentar e quebrar regras. Temos que ousar com as proporções dos nossos corpos. O segredo é não ter medo nem preguiça de experimentar vários estilos até encontrar o seu. Principalmente porque as mulheres gordas ficaram fora do mercado de moda por décadas e só agora estão começando a ter um pouco mais de opções. Inspire-se em influenciadoras gordas, leia e sempre tire dúvidas”, indica a empresária e blogueira da Universa Flávia Durante.

Faça uma pasta de referências e aproveite truques de styling

“Para construir seu estilo, você deve fazer uma jornada de autoconhecimento, saber do que você gosta, o que te faz feliz e conhecer bem seu corpo. Fazer uma pasta de referências, salvando imagens de looks que te agradam é uma boa. Isso vai ficando na memória e se torna bem mais fácil na hora de escolher uma roupa na loja, porque você usa as combinações que salvou de referência. Para deixar o look mais interessante, use truques de styling, como cintos na cintura, nozinhos na camiseta, barra da calça ou manga dobradas, recorte na gola para valorizar os seios ou acessórios. São truques baratos que te deixam mais estilosa. Por fim, mostre quem você é. Quanto mais personalidade tiver seu look, mais bonito ele fica”, diz a produtora de conteúdo Ju Romano.

Fotografe seus looks

“A dica de ouro que dou é para as pessoas fotografarem seus looks. Foi assim que comecei a encontrar meu estilo e mudei minha postura corporal diante do espelho. Não para postar no Instagram -- mas se quiser, pode --, mas para ver as combinações do seu guarda-roupa que você mais curte e mais usa. O que sobra e você percebe que não usa pode ir para doação ou para venda. Esse processo também ajuda na compreensão melhor do próprio corpo”, indica a jornalista Mariana R.

Escolha peças confortáveis

“Para mim, a maior dica para se vestir bem é optar por peças confortáveis. Seja com estampa, modelagem, corte ou cor, a roupa deve traduzir seu estilo sempre com bem-estar. Nada melhor do que poder sair de casa com uma produção que te dê prazer em vestir, sem se preocupar se está marcando a barriga ou qualquer parte do corpo”, afirma a blogueira Camila Cura.

Sinta paz e felicidade ao usar uma roupa

“A pessoa precisa sentir paz e felicidade ao usar uma roupa e se ver no espelho. Amor-próprio e gostos pessoais devem sempre falar mais alto do que a opinião alheia. Vale fazer pesquisar para entender mais o que pode te favorecer, mas sempre sabendo que essas informações estão disponíveis somente para elucidar e não para padronizar ou restringir. Se antes a moda era opressora, hoje ela abre mais espaço para inclusão e para o desabrochar de mulheres que estão se conhecendo e entendendo que, por meio das roupas, podem comunicar a imagem que quiserem para o mundo. Podemos vestir peças que representem o que somos. Isso contribui para que mais mulheres se sentam seguras, felizes e confiantes”, pondera a blogueira Paula Bastos.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!