menu
Topo

Sexo

Dá para transar com o amigo e manter a amizade? Com essas dicas, sim!

iStock
sexo pernas Imagem: iStock

Heloísa Noronha

Colaboração com Universa

02/08/2018 04h00

Pode ser que uma noitada tenha esticado para casa de alguém e o sexo aconteceu. Pode ser que você tenha saído de casa com a transa meio combinada. O importante é saber que transar com o amigo não significa mudar o jeito como o relacionamento entre vocês vem rolando até o momento.

Vocês não precisam impor uma distância entre os dois ou transformar um caso puramente sexual em namoro só porque acham que esse é o desfecho ideal. Podem, sim, transar sem acabar com o companheirismo e a intimidade existente nessa amizade.

Veja também

Alinhar as expectativas é o ponto-chave. Ambos precisam estar sintonizados sobre o que esperam desse novo passo na amizade. Se a ideia inicial é puramente viver a experiência sexual, não deve existir espaço para envolvimento romântico.

Respondam três perguntas cruciais. A primeira: o que esperam da relação? A segunda: será apenas uma vez? E, por último, se quiserem transar mais, como vai ser?

Repetiu a dose?

Se repetirem a dose e as coisas começarem a sair do planejado, conversem. O sinal amarelo pode acender se a paixão começar a rolar, por exemplo, ou se alguém se interessar por outra pessoa. Um bom papo vai colocar tudo em pratos limpos e, assim, os dois podem decidir qual rumo irão seguir.

Segurem a expectativa

Reflita: o fato de se conhecerem bem ajuda a evitar expectativas pouco realistas. Qualquer relação corre sérios riscos se um dos dois alimentar esperanças fantasiosas. Só porque transaram, ninguém deve se achar, por exemplo, no direito de controlar a vida do outro, ser ciumento e cobrar algo - atitudes que podem acabar com a amizade.

Cumplicidade é a chave da relação

Invistam na cumplicidade. Na maior parte das vezes, o amigo também é um confidente e sabe o que você gosta, deseja, detesta... Por compartilharem aventuras e desventuras, o sexo pode ser muito gratificante e livre de cobranças, incômodos e até decepções.

"Treino" para as próximas

Encarem a transa como uma espécie de "treino" para futuras relações. Todo relacionamento serve como experiência, pois sempre aprendemos algo: sobre nós, sobre o outro, o que podemos repetir nas próximas relações e, principalmente, quais erros não queremos mais cometer.

Dá para quebrar tabus

Pensem que vocês vão conseguir se soltar mais na cama, já que a amizade leva a isso. A confiança e o vínculo já estabelecidos ao longo da convivência facilitam na hora de abrir o jogo sobre preferências e fantasias. Provavelmente, vocês vão até descobrir coisas novas juntos e quebrar certos tabus.

Amizade melhora!

Use o argumento de que a ciência favorece! A pesquisadora Heidi Reeder, da Universidade Estadual de Boise (EUA) perguntou a 300 pessoas, homens e mulheres, se já haviam feito sexo com amigo - 20% disseram que sim. E a maioria (76%) contou que a amizade melhorou depois da transa, aumentando o vínculo e a cumplicidade.

Fontes: Leila Cristina, terapeuta sexual e autora de "O Grande Livro do Amor e Sexo" (Ed. Literare); Lidiane Silva, psicóloga do Rio de Janeiro (RJ), e Raquel Fernandes Marques, psicóloga da Clínica Anime, em São Paulo (SP)

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!