menu
Topo

Mães e filhos

Dia Mundial da Amamentação: confira as famosas que incentivam a prática

da Universa, em São Paulo

01/08/2018 12h19

Nesta quarta (1º), comemora-se o Dia Mundial da Amamentação, uma prática que ainda é acompanhada de tabus e desafios — de ordem biológica ou social — para mulheres de todo o globo.

Para marcar a data, relembramos as famosas que já deram a real sobre a experiência e incentivam que outras mães procurem informações para tomarem as melhores decisões a respeito da alimentação dos filhos. 

Veja também

Carol Castro

A atriz é do time de mães que passaram por muitas dificuldades para amamentar.

"Tive três mastites (inflamação nos seios), senti dor, amamentei com lágrimas de dor rolando, mas fiz questão de ser forte e continuar. Por isso que usam o termo 'amarmentar'. O amor tem que estar em primeiro lugar. E, quando esse período difícil passa, é só prazer. Para mim, dar de mamar é o momento mais esperado do dia. Ainda não durmo uma noite inteira, mas tudo vale a pena para estar com ela", acredita.

Adriana Sant'Anna

A dentista acredita que informação nem sempre está disponível para a mulher que está prestes a ser mãe, mas que ela é essencial quando o bebê nasce.

"Nem eu sei no fundo o que me motivou a continuar amamentando, porque machucou muito, foi muito sofrido. Eu não tinha prazer em amamentar. Eu não dormia. E todo mundo colocando foto amamentando dizendo que era um ato de amor e para mim não estava sendo um ato de amor, e sim um sofrimento... Foi por eu não ter informação que causou este tipo de problema", alerta.

Monica Benini

A designer de joias já pediu pela normalização da amamentação, que ela acredita que não deve envolver tabus.

"Nos primeiros dias, meu leite jorrava na mesma intensidade que as lágrimas caíam. Nem parecia que aquela boquinha tão delicada poderia machucar meus mamilos de tal forma. E machucou, sangrou. Tive pessoas ao meu lado que me ampararam, me deram forças e acalmaram: 'depois da primeira semana, tudo acalma', diziam elas. E eu acreditava".

"Que bom que acreditava, porque elas acalmam mesmo. Você entende o ritmo do seu bebê e ele o seu. Hoje em dia amamentar é puro prazer, mas acho importante dizer que teve muito suor até chegar aqui." 

Débora Nascimento

Para a atriz, a amamentação é fonte de muita alegria.

"Estou curtindo mesmo amamentar, tanto que o meu marido, José Loreto, falou assim: 'Essa garota não larga do peito. Mama quanto tempo meia hora? Pois é, a mamacita aqui deixa ela mamando meia hora, quarenta".

Mariana Ferrão

A jornalista já desabafou sobre um problema comum a muitas mães que amamentam: a volta ao trabalho em condições que não permitem que elas continuem a alimentar os filhos.

"Como seria voltar ao trabalho com um coração dividido? Perdi as contas de quantas vezes chorei ao deixá-lo na escola...Como seria voltar ao trabalho com os seios doloridos de leite, e os mamilos me avisando a horinha que ele estava com fome? Ninguém me disse que a saudade doía no corpo".

Ivete Sangalo

Para a cantora, é importante celebrar e incentivar a prática.

"A amamentação é uma das coisas mais prazerosas e saudáveis para elas [as gêmeas Marina e Helena] e para mim. Elas crescem felizes e bem alimentadas".

Mariana Weickert

A modelo e apresentadora também sentiu dificuldades para amamentar a filha e já falou pelo fim do estereótipo de maternidade ideal.

"A amamentação foi minha primeira frustração da maternidade. Todo mundo diz que é a coisa mais maravilhosa que existe. Não é. É f*da. Me senti a pior das mães, um monstro, porque não tinha leite o suficiente para minha filha. Fiquei tão tensa com essa história do leite que não consegui curti-la. Ficava plugada na máquina de ordenha, não dava banho nem trocava fralda".

"Hoje, cada minuto que ela passa no meu peito é uma vitória. Tento produzir a maior quantidade possível, dou o meu melhor. Pode até não ser suficiente, mas é tudo o que posso dar". 

Eliana

"Eu sempre fui uma mulher de fibra, de garra, uma mulher de peito, mas hoje estou um pouco mais avantajada, porque eu amamento a Manuela", defende a apresentadora.

    "Gostaria de dizer a todas as mulheres do Brasil que amamentem, que não há coisa mais preciosa para os nossos filhos, o maior bem que a gente pode dar nesse primeiro momento de vida é o leite materno. É barato, é de graça, é prático, sai quentinho e não dá trabalho".

    Andressa Suita

    A modelo também acredita na importância do debate e da disseminação de informação em relação à prática.

    "Quem vê uma imagem minha amamentando tão plenamente não sabe das dificuldades que passamos: o meu leite demorou pra descer e quando desceu, empedrou. O Gabriel não conseguia pegar o peito direito, meu seio machucou muito, além da dor das fissuras, era desesperador ver meu filho querer mamar sem sucesso, eu me sentia insegura e incapaz". 

    "Um recadinho pra você que está passando por desafios na gestação ou na amamentação: você não está sozinha, busque ajuda, informe-se e acredite, você é capaz", aconselha.

    Mila Kunis

    A atriz é defensora da amamentação em público, sem tabus em relação ao corpo feminino.

    "Houve muitas vezes em que eu não trouxe um cobertor comigo para cobrir [o seio]. Então eu amamentei em um restaurante. No metrô, no parque, em aeroportos e em aviões. 'Por que eu fiz?' Porque eu tinha que alimentar minha filha. Ela estava com fome. Eu precisava alimentá-la, poderia ser com a mamadeira ou com o meu peito, não importava onde eu estivesse".

    "É uma pena que as pessoas sejam tão duras com as mulheres que escolhem amamentar em público. Na nossa cultura [ocidental], nós sexualizamos tanto o seio que existe um aspecto dele que as pessoas não conseguem entender, que é o de mostrá-lo em público. Mas eu respeito as opiniões de ambos os lados. Se não é algo que você não quer ver, não olhe". 

    Facebook Messenger

    Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!