menu
Topo

Violência contra a mulher

Metade dos homens acha inaceitável "passar cantada", diz estudo britânico

Nelson Antoine/UOL
Adesivos contra o assédio foram distribuídos no Carnaval de São Paulo Imagem: Nelson Antoine/UOL

Da Universa

11/07/2018 13h13

Assobiar, elogiar ou abordar uma mulher desconhecida na rua – tudo isso é assédio. E, de acordo com o estudo British Social Attitudes deste ano, mais da metade dos homens britânicos sabe que "passar cantada" não é mais aceitável.

O estudo é feito todos os anos desde 1983 e, em 2018, pela primeira vez, incluiu questões sobre assédio. 

Veja também 

57% dos entrevistados disseram que "sempre" ou "geralmente" acham errado quando homens fazem comentários não solicitados sobre sua aparência. 

Em contrapartida, apenas 45% dos homens que responderam à pesquisa disseram que é errado quando o contrário acontece e uma mulher assedia um homem da mesma forma. 

Outro avanço que os estudos identificaram em relação às questões de gênero no Reino Unido diz respeito à equidade salarial: 72% dos entrevistados (homens e mulheres) não concordam com opiniões conservadoras, enquanto há dez anos esse índice era de 58%. 

"A população da Grã-Bretanha está se afastando da ideia que os homens devem ser chefes de família e mulheres donas de casa", disse Nancy Kelley, vice-presidente-executiva da British Social Attitudes, ao "The Independent".