Topo

Diversidade

Adolescente trans é ofendida e obrigada a levantar a saia em boate russa

iSotck
Melissa denunciou o caso nas redes sociais Imagem: iSotck

Da Universa

11/07/2018 17h07

Ao tentar entrar na boate Ionoteca, em São Petersburgo, na Rússia, a adolescente transexual Melissa foi barrada na porta, já que a casa só permitia a entrada de maiores de idade.

A proibição, no entanto, veio acompanhada de ofensas e assédio moral. 

Veja também 

Segundo denúncia da menina nas redes sociais, um dos seguranças a teria obrigado a levantar a saia para mostrar os genitais e dito: "Esse monstro não vai entrar aqui, esse é um lugar para pessoas normais". 

No relato, Melissa diz que havia outras pessoas menores de idade dentro da casa noturna e que ela foi barrada por ser transexual. 

"Eu ainda não posso mudar o nome e os dados nos meus documentos, então tive que mostrar o passaporte com o nome masculino, mas eu me pareço uma menina", disse, em entrevista ao jornal russo "Sobaka". 

Depois do ocorrido, ela contatou o dono da Ionoteca, Alexander Ionoff, para prestar queixa sobre o comportamento transfóbico dos seguranças, mas voltou a ser agredida. 

"Sinto muito, mas você ainda tem uma longa vida de humilhação pela frente. Você sabia o que estava fazendo quando tomou a decisão [de transicionar], então encare isso", recebeu como resposta. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!