menu
Topo

Direitos da mulher

Kim Kardashian inicia processo para reforma do sistema prisional feminino

Dimitrios Kambouris/Getty Images
Imagem: Dimitrios Kambouris/Getty Images

Da Universa

10/07/2018 15h09

Kim Kardashian obteve sucesso recentemente ao conversar com Donald Trump e conseguir a liberdade de Alice Marie Johnson, uma bisavó de 63 anos condenada à prisão perpétua por um delito de drogas. E ela não pretende parar por aí.

De acordo com o "TMZ", a socialite deu início a um novo processo para uma reforma na política prisional de uma penitenciária no estado da Califórnia. Para isso, ela contatou o governador Jerry Brown para assinar um acordo que proteja as mulheres presas.

Veja também 

Na sexta-feira (6), Kim foi até a prisão feminina California  Institution for Women e se encontrou com 15 mulheres, que falaram sobre quais são suas necessidades e as mudanças que precisam ser feitas para uma melhoria em suas qualidades de vida.

“As mulheres que eu conheci na CA Women’s Institution ainda estão na minha cabeça e no meu coração. Eu espero que Jerry Brown assine a AB2550 para garantir dignidade para essas mulheres encarceradas”, escreveu ela, usando a hashtag #DignityForIncarceratedWomen, que faz referência a uma organização com esse mesmo nome que luta pela reforma penitenciária.

A “AB2550”, citada por Kim, visa limitar o contato físico dos guardas homens com as prisioneiras. O acordo tem como intuito evitar que esses profissionais tenham acesso a áreas onde as mulheres possam estar nuas e proibi-los de fazer a revista íntima, a não ser que a presa apresente risco imediato de dano ou fuga.

Além dessas, a nova aplicação faria com que os guardas anunciassem sua presença antes de entrar nas áreas habitacionais.