menu
Topo

Diversidade

Theresa May se desculpa 16 anos após votar pela aprovação de leis anti-LGBT

Emmanuel Dunand/AFP Photo
Primeira-ministra britânica, Theresa May, em coletiva de imprensa ao lado do presidente da Comissão Europeia Imagem: Emmanuel Dunand/AFP Photo

Da Universa

04/07/2018 18h34

A primeira ministra do Reino Unido Theresa May se desculpou com a comunidade LGBT 16 anos depois de ter votado contra a retirada de leis que promoviam a desigualdade.   

À frente do desfile que marca o Dia Internacional do Orgulho LGBT, em Londres, no último domingo (30), May disse que "desenvolveu seus pontos de vista" nos últimos anos e que jamais deveria ter se posicionado daquela forma. 

Veja também: 

"Eu quero ser vista como uma aliada da comunidade LGBT aqui no Reino Unido", afirmou, em pronunciamento. 

A primeira-ministra está liderando a implementação de um novo plano de governo que inclui 75 pontos referentes a questões LGBTs, dentre eles o combate à violência LGBTfóbica e a proibição da cura gay

Em 2002, May chegou a declarar, em sessão do parlamento britânico, que as autoridades "não devem promover a homossexualidade ou publicar material com essa intenção, bem como incentivar a aceitação da homossexualidade como um relacionamento familiar”.