Topo

Mães e filhos

Sheron Menezzes fala dos desafios da rotina de sono com o filho Benjamin

Reprodução/Instagram
Sheron Menezzes com o filho, Benjamin Imagem: Reprodução/Instagram

da Universa, em São Paulo

04/07/2018 12h11

Assim como muitas mães, Sheron Menezzes enfrentou dificuldades com a rotina de sono do filho, Benjamin, de quase 9 meses.

Em um texto sincero publicado em seu Instagram, a atriz abriu o jogo sobre os muitos desafios do início da maternidade.

Veja também

"Meu bebê nunca dormiu bem. Sempre que escutava outras mães dizerem que seus filhos dormiam e eu ficava triste, me perguntava porque o meu não dormia. Eu comparava e às vezes ainda comparo. Mas não dá, não tem comparação. Cada bebê é um bebê e cada mãe é uma mãe", pondera.

Sheron então começou a procurar alternativas para solucionar a falta de descanso sua e do bebê.

"Li vários livros, conversei com muitas pessoas e muitos especialistas. Coloquei em prática alguns métodos que aprendi, mas o padrão de sono dele não melhorava. Mentira, consegui três horas seguidas de sono! Parabéns pra mim que só tinha duas, no máximo. Mas ainda não era o suficiente".

Foi com ajuda profissional então que, conta Sheron, entendeu a importância de criar uma rotina regrada para crianças pequenas.

"Resolvi chamar uma consultora do sono. Não via telefone ou online, até porque tentei isso tudo, mas presencial. Daquelas que vem na sua casa e te ensina uma rotina... Sim! Rotina. A palavra que eu não suportava e que agora eu imploro. Entendi que o bebê precisa de rotina".

"Ontem mudamos os hábitos dele e claro que ele não gostou. Quem gosta que venha outra pessoa e te diga o que fazer e a hora que fazer? Ele sonecou na hora certa... Foi dormir à noite na hora certa... Eu não! Fiquei ansiosa esperando o momento em que ele ia acordar e eu teria que ir até o quarto dele aplicar o método", contou a mamãe.

"De fato ele acordou algumas vezes, como sempre. Nada que em dois ou três minutos ele não voltasse a dormir. Mas eu não dormi, não cochilei, não descansei esperando a próxima acordada. Nada. Então apaguei e, uma hora e meia depois, no horário da madrugada de costume, ele acordou. Corri até lá no susto, sem entender bem o que estava acontecendo, apliquei o método com os olhos pesados, o corpo exausto como saído de um treino de luta".

A atriz ainda relembrou que, mesmo depois de mais uma hora e meia, o filho não voltava a dormir.

"De repente sou tomada por uma crise de ansiedade que logo se transforma em angústia e enquanto estou ao lado do berço batendo no bumbum dele, tenho vontade que um buraco muito, muito fundo se abra, que eu caia lá e fique. Que caiam folhas das árvores por cima e que ninguém possa me ver. Não tenho vontade de sair porque quero ficar lá para todo o sempre, porque assim eu posso ficar quietinha, dormindo sem ouvir nada em volta. Mas outra de mim aparece, me joga uma corda e me estende a mão".

Sheron conta também como encontrou a própria força nestes momentos:

"Eu penso bem se vou, se devo ir e a tal força materna reaparece! Eu puxo a corda escalando a terra e quando dou por mim estou de volta. Continuo batendo no bumbum e fazendo "shhh", mas agora com entendimento de que é isso mesmo. Dias melhores virão. Isso já aconteceu duas vezes nestes 8 meses, e nas duas vezes, depois de uma hora e meia, eu surtei! Privação de sono me mata. Mas hoje não".

Ela ainda faz um apelo bem humorado a Benjamin:

"Continuo com o pensamento de que tudo vai se acertar, é assim mesmo, preciso ensinar meu filho a dormir. Duas horas e quarenta minutos depois, ele ele dormiu e eu estou aqui sem sono, me preparando para o próximo acordar. E no dia que virá, vou continuar e vou conseguir! Meu filho, eu podia estar roubando, eu podia estar matando, mas só estou te pedindo quatro horas seguidas de sono... E, com tudo isso, te amo ainda mais. Te amo infinito, passarinho".

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!