Topo

Novidades de beleza

Lifting facial com fios de sustentação são arma de Luize Altenhofen; veja

Reprodução/Instagram
Luize Altenhofen Imagem: Reprodução/Instagram

Paula Roschel

Colaboração para Universa

04/07/2018 04h00

Cirurgia plástica era o protocolo padrão quando o lifting facial entrava em jogo. Agora métodos menos invasivos têm se popularizado como saída eficaz para redução de bigode chinês e demais tipos de flacidez no rosto e pescoço.

Luize Altenhofen, por exemplo, resolveu investir nos fios de sustentação para conquistar esse resultado: “Recentemente, fiz um procedimento com fios de sustentação do tipo Silhouette Soft, que deixaram minha pele lisinha e ainda ajudam a estimular o colágeno. Me surpreendi com o resultado, pois rejuvenesci dez anos, no mínimo", acredita a apresentadora, de 38.

Veja também

No rosto de Luize, foram colocados 16 fios, oito de cada lado da face e do pescoço. "Não é um procedimento dolorido, então somente nos pontos onde se faz a anestesia há um pouco de incômodo. A sessão dura pouco também, cerca de 45 minutos”, conta.

Os fios são feitos de ácido polilático: “Eles auxiliam na redefinição dos contornos do rosto e do pescoço. Depois do procedimento, é preciso evitar banhos quentes, abrir mão de exercícios físicos vigorosos durante sete dias, não dormir de lado ou de bruços por 14 dias e evitar a exposição solar excessiva por uma semana”, enumera o cirurgião plástico Alieksei  Carrijo.

“Eles são compostos por cones bidirecionais totalmente absorvíveis, conferindo o benefício de regeneração de colágeno de forma gradual e natural”, completa. O especialista ainda diz que as chances de rejeição do fio pelo corpo são pequenas; mas, caso ocorra, é possível extraí-los.

Ácido hialurônico também é eficaz

Outra técnica bastante procurada por celebridades que buscam aparência mais jovem e descansada é o MD Codes: “É um preenchimento com ácido hialurônico que tem a função de criar ou recriar a arquitetura da face. Ele pode ser usado como lifting não cirúrgico, sendo útil para pessoas que gostariam de passar por uma cirurgia, mas não têm coragem ou têm contraindicações para a mesma”, explica a cirurgiã plástica Juliana Lusvarghi, de São Paulo.

Segundo a profissional, a diferença do MD Codes para outros tipos de preenchimentos é a abordagem global da face. Isso significa que, se a questão é amenizar o bigode chinês, talvez o preenchimento se dê em uma outra região, para que, por meio da sustentação, essa característica diminua: “Com esse protocolo você primeiro vai estruturar a face, depois ajustar o contorno e, por último, realizar um refinamento, como na região dos lábios e no canal da lágrima,” finaliza.

Que procedimento fazer?

Mas como escolher entre esses dois tipos de lifting sem cirurgia? Segundo Beatriz Lassance, membro-titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, as indicações para os fios e o preenchedor são distintas:

“Durante o processo de envelhecimento ocorre modificação das fibras de colágeno e na estrutura da pele, que fica com flacidez. Nos planos mais profundos temos compartimentos de gordura que, mesmo sem variação de peso, sofrem absorção e diminuem de volume. Com o ácido hialurônico repomos esse volume e o rosto todo levanta, como se fosse um lifting. O diagnóstico deve ser bem feito. Se a deflação dos compartimentos de gordura é muito grande, é necessário muito preenchimento para compensar, deixando o rosto deformado em alguns casos”, esclarece.

“Já os fios fazem efeito lifting, na minha opinião, muito sutil e temporário. Para um paciente que tem apenas um pouco de flacidez, eles são indicados”, pondera.

Fios de sustentação Silhouette Soft

O que é? Inserção de fios abaixo da pele, na gordura subcutânea, para efeito lifting no rosto e pescoço.
Resultados esperados: Auxilia no rejuvenescimento, restaurando o contorno facial.
Duração: A sessão dura, em média, 30 minutos.
Quantidade de sessões: Única
Contraindicação: Pessoas com doenças autoimunes ou que têm preenchedores definitivos, como o polimetilmetacrilato (PMMA), que é um tipo de plástico/acrílico em formato de microesferas transparentes. Para estes casos, apenas a toxina botulínica é indicada.
Manutenção: Depende do grau de flacidez, mas pode durar até dois anos.
Valor da sessão: A partir de R$ 1.500

Preenchimento com ácido hialurônico MD Codes

O que é? Preenchimento com ácido hialurônico para fazer um lifting não cirúrgico na face.
Resultados esperados: O MD Codes pode ser feito na região frontal, temporal, para remodelar supercílio, ao redor dos olhos, canal da lágrima, malar, lábios, região da mandíbula e melhora da flacidez do pescoço.
Duração: Uma hora e meia.
Quantidade de sessões: Até três.
Contraindicação: Gestantes e alérgicos ao preenchedor.
Manutenção: A cada dois anos.
Valor da sessão: A partir de R$ 4.000.

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!