menu
Topo

Autoestima

"Não existe vagina normal", diz maior estudo sobre vulvas já realizado

Priscila Barbosa
Imagem: Priscila Barbosa

Da Universa

30/06/2018 13h56

Não há vagina normal. Essa foi a conclusão do maior estudo já realizado sobre vulvas e suas dimensões, com o intuito de identificar o que os médicos querem dizer quando diagnosticam uma “vagina normal”.

Pesquisadores suíços mediram os lábios interno e externo, clitóris, abertura vaginal e períneo de 650 mulheres brancas entre as idades de 15 e 84 anos. Havia tanta variação em todas as categorias que eles concluíram que falar em "média" seria deturpar a maioria das mulheres.

Veja também

Segundo o portal de notícias britânico Daily Mail, os resultados vieram em meio a um aumento constante na taxa de labiaplastias - operações cirúrgicas na genitália feminina, geralmente para reduzir o tamanho dos lábios.

O ginecologista do Maiden Lane Medical, Kenneth Levey, afirmou que tentar encontrar uma vagina “normal” é preocupante. Ele advertiu, ainda, que o boom da labiaplastia pode ter graves consequências para as próximas gerações. “A relação das mulheres com os lábios da vagina é subjetiva e não se deve criar um padrão em torno disso”, diz.

“É por isso que os convênios médicos não cobrem a cirurgia a não ser que haja razões médicas, como dores ao andar de bicicleta devido ao tamanho dos lábios”, afirma o especialista.