menu
Topo

Fofuras

Menino vende brinquedos para pagar tratamento do melhor amigo, o cão Copper

iStock
Copper sofre de uma síndrome que afeta sua mobilidade Imagem: iStock

Da Universa

28/06/2018 18h00

Connor Jayne, de 10 anos, conta com seu fiel companheiro, um doberman chamado Copper, para superar grandes desafios de saúde e de sociabilidade. 

Ele sofre de ansiedade, transtorno de atenção e convulsões. Segundo sua mãe, Jennifer, o cão sente quando uma crise está prestes a acontecer e pressiona seu corpo contra o de Connor, confortando o dono e diminuindo os danos. O menino também sofre bullying e tem dificuldade para fazer amigos, "buraco" que o mascote ajuda a preencher. 

Agora é Copper quem precisa de ajuda e Connor está disposto a fazer de tudo para não deixá-lo na pior. 

Veja também: 

Recentemente, o cão foi diagnosticado com síndrome de Wobbler, uma doença que prejudica sua coluna vertebral e o impede de andar. 

"Quando descobrimos o quanto custa a consulta cirúrgica, a ressonância magnética e a cirurgia, percebemos que simplesmente não poderíamos pagar", disse Jennifer Jayne, em entrevista à WROC-TV. 

Para custear o tratamento de Copper, a família criou uma vaquinha virtual, mas Connor decidiu acelerar o processo. Ele montou um bazar no quintal de sua casa, em Fairpot, Nova York, e vendeu boa parte de seus brinquedos, arrecadando 2,5 mil dólares (o equivalente a 9 mil reais) em um só dia. 

Este valor é o suficiente para cobrir os exames médicos que Copper realizou nos últimos quatro anos, além da fisioterapia e parte do tratamento.