menu
Topo

Direitos da mulher


Curso da "nova era chinesa" ensina como ser mulher, mãe e esposa "perfeita"

Reprodução/The Washington Post
Matéria do The Washington Post sobre escola chinesa de mulheres Imagem: Reprodução/The Washington Post

Da Universa

27/06/2018 13h27

História, artes plásticas, etiqueta e maquiagem (na medida certa) são alguns dos conhecimentos que a faculdade Zhen­jiang, na China, oferece para mulheres que querem ser apenas perfeitas. 

Uma matéria do jornal americano “The Washington Post” revela que, apesar de se dizer um ensinamento “na nova era”, a ideia é criar melhores esposas e mães para os homens chineses.

Apesar da abertura econômica dos últimos anos, o Partido Comunista local não vê com bons olhos a luta por igualdade de gênero no país e vê mulheres “excessivamente” educadas como aquelas que não querem se casar ou ter filhos – o que desestabilizaria economicamente o país.

A única imprensa ocidental autorizada a visitar a Escola da Nova Era para mulheres, o jornal americano entrevistou algumas alunas e todas se revelaram satisfeitas com os “ensinamentos”.

“Quero ser um modelo para meus filhos, disse Duan Fengyan, de 21 anos. “Isso é uma nova era. A história está se movendo para uma direção melhor”, disse uma das coordenadoras do curso, Sheg Jie.

A ideia de voltar ao modelo “mulheres em casa, homens no trabalho” contraria algumas falas do presidente Xi Jinping, que se diz defensor das causas femininas. Além disso, o ativismo feminista e LGBT no país é frequentemente alvo de prisões e outras punições.