Topo

Direitos da mulher

Serena Williams poderá ser punida em Wimbledon por licença-maternidade

Divulgação
Serena Williams com a filha, Alexis Olympia, para a Vogue America de fevereiro Imagem: Divulgação

Da Universa

25/06/2018 13h28

Dias depois que o U.S. Open anunciou o fim das punições de atletas por licença-maternidade, Wimbledon andou para atrás e pode punir a tenista Serena Williams pelo afastamento do esporte após o nascimento de sua filha, em 2017. 

Serena, que é sete vezes campeã do torneio e deve constar entre os top 10 atletas a competir este ano, pode perder a vantagem e ficar de fora da competição simplesmente porque parou de competir durante um ano, entre o final da gravidez e os primeiros meses de vida de Olympia. 

Veja também: 

De acordo com a "Marie Claire", o comitê do torneio está considerando não colocá-la entre as 32 competidoras do individual feminino, lista que será divulgada nesta terça-feira (27).

O atleta John McEnroe faz parte do comitê e saiu em defesa de Williams, pedindo que o grupo a inclua entre os 10 primeiros colocados na largada do campeonato. "Sem ofensas, mas estamos falando de Serena Williams", disse. 

Aos 36 anos, a tenista enfrentou uma série de comentários sexistas acerca de sua maternidade. Ela voltou à ativa nove meses depois do parto, em maio, competindo em Roland Garros. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!