Topo

Diversidade

Mulher revolta ao chamar polícia para impedir garota de vender água na rua

Da Universa

25/06/2018 18h55

O vídeo de uma mulher branca chamando a polícia após ver uma garotinha negra, de 8 anos, vendendo água nas ruas de São Francisco, nos EUA, durante a Parada Gay realizada na última sexta-feira (22) tem gerado revolta nas redes sociais.

Publicado por Erin Austin, mãe da menina, o vídeo mostra a mulher, identificada como Alison Ettel pelo Huffington Post, se esquivando da gravação, enquanto aparece com o celular no ouvido, fazendo a denúncia para a polícia.

Veja também

“Essa mulher não deixa uma garotinha vender água. Ela está chamando a polícia para uma criança de oito anos”, diz Erin.

“É ilegal vender água sem permissão”, diz Alison, que logo depois é contrariada pela mãe: “Essa é minha propriedade”.

“Não é sua propriedade”, retruca ela.

A história ganhou ainda mais impulso depois que notícias estampando Suri Cruise, filha de Tom Cruise e Katie Holmes, vendendo limonada durante o mesmo evento foram manchete de vários veículos. 

No Twitter, onde a hashtag #PermitPatty ganhou impulso, como incentivo à mãe e a filha, muitos se revoltaram sobre o racismo presente na situação: uma empresária branca repreendendo uma garota negra de 8 anos pelo simples fato dela estar vendendo água na calçada em frente ao seu escritório.

"Há tanto para se discutir: uma empreendedora, mulher e branca tentando impedir uma criança negra de fazer seu próprio dinheiro."

A situação seria a mesma se Alison Ettel encontrasse Suri Cruise – ou qualquer outra criança branca - vendendo limonada no lugar dessa menina negra?

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!