menu
Topo

Moda

Kate Spade New York doará mais de US$ 1 milhão para prevenção de suicídios

AP Photo/Bebeto Matthew
A estilista Kate Spade, fundadora da Kate Spade New York Imagem: AP Photo/Bebeto Matthew

da Universa, em São Paulo

20/06/2018 15h43

Após a morte por suicídio de sua fundadora, a grife Kate Spade New York anunciou que doará mais de US$ 1 milhão — cerca de R$ 3,7 milhões — a programas de saúde mental e prevenção do suicídio.

A empresa já anunciou a primeira organização a receber uma doação de US$ 250 mil (quase R$ 940 mil), a Crisis Text Line, uma linha direta que oferece auxílio profissional através de mensagens de texto para quem está com pensamentos suicidas.

Veja também

Além disso, a companhia incentivou seus clientes a doarem para Crisis Text Line e se comprometeu a fazer uma nova doação no valor do montante recebido pela organização por terceiros entre os dias 20 e 29 de junho. "Em homenagem a nossa fundadora, Kate Spade", conclui o texto da marca.

A Kate Spade New York deve anunciar quais instituições receberam os US$ 750 mil restantes nos próximos dias.

A estilista Kate Spade morreu em sua casa em Nova York em razão de um suicídio no dia 5 de junho. De acordo com sua irmã, que acreditava que Kate tivesse transtorno bipolar, ela lidou com episódios de depressão e muita ansiedade durante boa parte de sua vida.

No mundo da moda, a designer ficou conhecida por suas coleções de acessórios e roupas vibrantes.