Topo

Universa

Pessoas religiosas vivem mais do que quem não tem religião, diz estudo

Amanda Perobelli/UOL
Mulher lê o livro sagrado no interior da Mesquita Brasil, em São Paulo, durante o Ramadã Imagem: Amanda Perobelli/UOL

Da Universa

15/06/2018 10h33

Seguir uma religião pode influenciar em muitos aspectos da vida: crenças, relacionamentos, alimentação e até seu tempo de vida. 

Isso mesmo: de acordo com uma pesquisa da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, pessoas que seguem alguma fé e vão à igreja (ou templo) podem viver até 5,64 anos a mais do que pessoas que não têm religião. 

Veja também 

Para chegar ao resultado, os pesquisadores analisaram mais de 1.500 obituários de jornais norte-americanos, buscando informações como filiação, relacionamentos, hobbies, atividades esportivas e crença dos homenageados. 

Para os coordenadores da pesquisa, que foi publicada na revista "Social Psychological and Personality Science", essa longevidade dos religiosos se deve não à crença em si, mas às outras atividades promovidas pelos grupos religiosos, como festas, trabalhos voluntários e ações sociais. 

De acordo com os pesquisadores, isso pode ajudar na socialização e no combate à solidão, especialmente na velhice.

Outro motivo – talvez o principal – é que muitas crenças condenam o consumo de álcool e drogas. 

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Mais Universa