Sexo

Sexo: como o corpo reage em cada uma das 4 fases da excitação

Getty Images
Do desejo à recuperação, entender os sinais do corpo ajuda a aproveitar melhor na hora H Imagem: Getty Images

Carolina Prado

11/06/2018 04h00

Quando estamos envolvidas na transa, não pensamos em todas as mudanças que o nosso corpo passa, desde o início do desejo até o pós-orgasmo. E, de fato, não é um momento para racionalizar, e, sim, para curtir sensações prazerosas –quem pensa demais nesta hora, corre o risco de bloquear a excitação. Mas reconhecer a existência dessas fases tem a ver com descobrir o caminho para o próprio prazer. Explicamos melhor sobre cada fase a seguir.

Veja também: 

Desejo

Por muito tempo acreditamos que a vontade de transar vinha de dentro da gente, como um impulso para satisfazer uma necessidade biológica. E a mulher que não se sentisse dessa forma era considerada frígida. Não à toa até hoje somos atormentadas pelo baixo desejo e tendemos a achar que algo está errado conosco. Mas, na maior parte dos casos, estar meio sem tesão não indica problema algum. O desejo da mulher é responsivo, diferentemente do dos homens, que é espontâneo, ou seja, movido pela atração.

“A mulher, muitas vezes, não entra na relação sexual com muita vontade de transar. A excitação vai acontecendo de acordo com as carícias. Os toques e preliminares, e as sensações causadas por elas, vão passar a mensagem para o cérebro que vai dar o gatilho para a excitação”, explica a ginecologista e sexóloga Carolina Ambrogini, fundadora do Projeto Afrodite sobre sexualidade feminina, do Departamento de Ginecologia da Universidade Federal de São Paulo.

Neste momento, os toques lentos e carícias delicadas –beijos de língua, no pescoço, na barriga e coxas– aumentam a excitação, que é a próxima fase.

Excitação

A fase da excitação evolui de forma gradual. Fisiologicamente, é caracterizada pela vascularização dos genitais –os órgãos masculinos e femininos se enchem de sangue, o que provoca a ereção masculina e a lubrificação feminina. O clitóris também aumenta de tamanho e extravasa do prepúcio, a pelinha que o recobre. Da mesma forma, a pressão cardíaca e arterial aumenta e a respiração fica mais intensa.

Logo no início da excitação, a penetração pode não ser agradável para muitas mulheres, porque a vagina pode não estar lubrificada o suficiente. É um momento para explorar a pele circundante do clitóris, em vez de partir logo para o estímulo direto. Tenha em mente que quanto mais tempo demora em um movimento, mais a expectativa e o tesão aumentam.

Com o aumento da excitação, entram em cena os dois Fs do orgasmo: fantasia e fricção. Quer dizer, o pensamento deve estar voltado para o momento erótico e o estímulo adequado e constante. Para muitas, parar o movimento ou alterar o padrão pode acabar com a vontade de gozar, e ter que começar tudo de novo. Na relação a dois, cabe a mulher dar sinais ao par do que está dando certo, por exemplo, ao dizer “continue assim que eu vou gozar”.

“O importante é começar com calma e ir percebendo a receptividade do par. Movimentos delicados, como deslizar o dedo e a língua funcionam. É importante estimular em diferentes velocidades e pressões, até encontrar o ritmo ideal, enquanto alterna com estímulos em outras partes do corpo”, diz a sexóloga Quetie Mariano Monteiro, do Ambulatório de Medicina Sexual do Centro de Referência da Saúde da Mulher, no Hospital Pérola Byington, em São Paulo.

Orgasmo

Conforme a excitação aumenta, o prazer começa a vir em ondas. Vai se tornando cada vez maior e desencadeia o orgasmo, que provoca contração na musculatura da vagina e no útero. A lubrificação intensifica e as mamas enrijecem. Nos homens, a pele das bolsas escrotais fica mais lisas e testículos e glande aumentam, discretamente, de tamanho.

Ele não dura mais que alguns segundos, mas o prazer é muito intenso. Depois disso, a vagina relaxa e sofre pequenas contrações involuntárias e o corpo fica bastante relaxado. Durante o orgasmo é jorrada a endorfina que permite a pessoa experimentar uma sensação de felicidade e bem-estar. Oxitocina também é liberada, o que favorece a conexão emocional e ajuda a aliviar dores e tensões.

Recuperação

Depois do orgasmo e as liberações de hormônios, há uma intervenção da amídala (região do cérebro reguladora do comportamento sexual) para o corpo voltar a funcionar como antes do ato sexual. O clitóris, nesse momento, fica muito mais sensível e muitas mulheres sentem dor ao tocá-lo. Se continuarem os estímulos, contudo, o primeiro orgasmo pode reverberar e acontecer o chamado orgasmo múltiplo. Para isso, vão precisar escolher os movimentos mais prazerosos, para retomar a excitação.

Mas não se cobre demais, ficar no primeiro orgasmo é muito bom, basta sentir a sensação que o corpo traz de relaxamento e curtir o prazer que acabou de vivenciar.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está fechada

Não é possivel enviar comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!

Blog Deu Match
Da Universa
Blog da Regina
Da Universa
Da Universa
Mayumi Sato
Blog Deu Match
Da Universa
Blog da Regina
Da Universa
Blog da Regina
Blog Deu Match
Mayumi Sato
Blog da Regina
Da Universa
Blog Deu Match
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Blog da Regina
Da Universa
Da Universa
Blog da Regina
Da Universa
Da Universa
Blog Deu Match
Da Universa
Da Universa
Blog da Regina
Da Universa
Blog Deu Match
Da Universa
Da Universa
Blog da Regina
Da Universa
Blog da Regina
Da Universa
Mayumi Sato
Blog da Regina
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Blog Deu Match
Mayumi Sato
Blog da Regina
Da Universa
Da Universa
Da Universa
Blog da Regina
Blog da Regina
Topo