menu
Topo

Sexo

Maioria considera ida ao motel uma opção de lazer, como cinema e barzinho

Getty Images
Imagem: Getty Images

Da Universa

11/06/2018 16h55

Jantar, ver um filme ou transar? Para a maioria dos pesquisados em um estudo Hello/Guia de Motéis, esta é não é uma pergunta absurda, já que 90% consideram a ida uma opção de lazer, como restaurante, barzinho e cinema.

Além disso, 72% dos frequentadores são casados ou namorados e apenas 10% dos entrevistados apontam estes locais para casos extraconjugais. Entre as pessoas que frequentam pelo menos uma vez por mês, 49% vai acompanhado do (a) namorado (a) e 23% da esposa ou marido.

Veja também

Além das datas especiais, a sexta-feira e o fim de semana são os dias mais comuns para utilizar os serviços.

Apesar de o preço ser um importante na escolha do motel, os aspectos mais decisivos são relacionados à estrutura, limpeza e higiene do local.

Entre os entrevistados do estudo que não vão a motéis com frequência, 85% já foram algumas vezes, mas no passado, 10% foram uma vez ou outra e apenas 5% nunca haviam ido a um motel.

A pesquisa

Foram entrevistados 1.710 frequentadores além de 414 não-frequentadores de motéis a respeito das suas preferências, receios e experiências de 10 capitais do Brasil. Os clientes foram convidados a participar da pesquisa por e-mail a partir da base de clientes cadastrados no portal Guia de Motéis, enquanto o público não frequentador foi identificado pela tecnologia de pesquisa digital Hello OnTarget, que busca respondentes a partir da segmentação de hábitos e comportamentos de consumo na internet.