menu
Topo

Violência contra a mulher

22 mil coreanas protestam contra uso de câmeras escondidas para pornografia

Reprodução/Instagram
Mulheres protestam na Coreia do Sul Imagem: Reprodução/Instagram

Da Universa

10/06/2018 14h51

Cerca de 22 mil coreanas saíram no sábado (9) às ruas de Seul para protestar contra câmeras escondidas em banheiros, transportes públicos, academias e escolas. A manifestação foi o maior protesto feminino da história do país.

É o segundo ato contra o que está sendo chamado de epidemia na Coreia do Sul: o uso de imagens não autorizadas de mulheres para fins pornográficos. Em maio, uma manifestação contra o problema foi organizada e, segundo líderes do movimento, a polícia não tomou nenhuma providência.

Veja também

As coreanas também estão protestando contra a diferença no tratamento em crimes da mesma natureza cometidos por mulheres. No mês passado uma mulher filmou um homem sem consentimento e foi rapidamente presa enquanto, até agora, nenhum homem sofreu sanção por instalar câmeras escondidas ou fazer filmagens sem consentimento.

Notícias de câmeras escondidas em lugares como escolas, banheiros de igreja e e uso de celulares para filmar por baixo de saias de mulheres são frequentes no país. Mulheres carregaram cartazes com os dizeres "my life is not your porn" (minha vida não é sua pornografia, em tradução livre).

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário da Universa. É grátis!